Sintese do cap 12 do livro administração e sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1234 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA DO CAPÍTULO 12 DO LIVRO SOCIOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO



















Universidade Estadual do Ceará
Fortaleza - 2012

Renan Bruno Barros de Azevedo

Paulo Roberto de Menezes Lima

Leonardo Azevedo Marques

Jader Rodrigues

















RESENHA DO CAPÍTULO 12 DO LIVRO SOCIOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO



Trabalho apresentado à UniversidadeEstadual do Ceará, sob a orientação do professor João, da disciplina de Sociologia do Trabalho, 4° semestre noturno.

























Universidade Estadual do Ceará
Fortaleza – 2012





Sumário



Introdução_____________________________________4

Desenvolvimento_____________________________5 - 6

Conclusão_____________________________________7Introdução

O capítulo irá relatar as diversas fases da evolução do processo e organização do trabalho, além de permitir analisar melhor as suas transformações e desenvolvimento baseados em seu contexto histórico. Nesse sentido, busca se ter uma concepção das relações de trabalho na sociedade capitalistaem que muitas delas estão ligadas à cultura, à tecnologia e à legislação dos países o que auxilia a entender todo o processo de desenvolvimento do trabalho.









































Desenvolvimento

O trabalho assim como outros processos históricos teve sua origem desde os primórdios do homem e vem sofrendo constantes transformações nodecorrer do tempo. Karl Marx conceitua o trabalho como a atividade que transforma a matéria-prima (insumos) em produtos para satisfação das necessidades do homem. Marx ainda define o processo de trabalho, que segundo ele pode ser composto por três elementos: O trabalho propriamente dito, o objeto em que se aplica o trabalho e os meios de trabalho( ferramentas), esses três componentes interagementre si para se ter uma transformação e dão se ter um progresso técnico acerca do trabalho com o auxílio e o avanço da tecnologia, mesmo que de forma primária. O avanço da tecnologia torna-se um elo entre a relação dos produtores e a natureza. Podemos entender que o trabalho é a representação dos processos sociais e políticos, essas transformações estabelecem as relações entre si, interagindo deforma harmônica.

O processo de trabalho sofre constantes mudanças, podemos observar pelo contexto histórico como houve evolução quanto a esses processos que se adaptaram de acordo com as necessidades da época. Em seus primórdios as relações eram de cooperação simples e passam no decorrer do tempo a ser automatizadas. Dentro desse processo é analisada a teoria da mais valia, pois antes ostrabalhadores produziam apenas o que consumiam por viver em uma economia de subsistência, a partir de algumas mudanças passa-se a produzir mais do que se necessita, incentivando dessa forma o comércio e o surgimento de uma nova classe social, os burgueses. Na ideia de cooperação a soma dos resultados do trabalho individual é diferente do resultado do trabalho, isso decorre da especialização dos processos euma visão primária de processos. Isso possibilitou a criação de uma nova organização do trabalho, devido as grandes transformações tecnológicas.

A 1ª Revolução Industrial foi um fato preponderante para se ter novas ideias do trabalho e de seus processos, pois devido a uma grande migração do campo para a cidade, houve uma necessidade de se criar novas relações de trabalho, pois havia uma grandeconcorrência de emprego entre as pessoas migradas do campo, onde somente os mais qualificados e que possuíam um diferencial é que se destacavam nesse novo processo, surgindo assim a ideia do trabalhador assalariado. Também decorrente da revolução industrial houve a especialização das maquinarias o que aumentou ainda mais a concorrência em busca de emprego dentro das grandes fábricas, a fim de se...
tracking img