Singular e plural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5579 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOLOGIA(S): SINGULAR OU PLURAL?

Fabio Thá Psicanalista Mestre em Letras (Lingüística) / UFPR Doutorando em Estudos Lingüísticos / UFPR Professor da Universidade Tuiuti do Paraná

1
PSICOLOGIA(S): SINGULAR OU PLURAL? Fabio Thá
n. 01, Curitiba, out. 2002 www.utp.br/psico.utp.online

RESUMO
Este texto discute a pluralidade teórica na psicologia fazendo um breve percurso pela históriada constituição da psicologia como ciência e como profissão, mostrando a diferença de suas origens teóricas. Enquanto a psicologia como ciência - herdeira da agenda de questões referentes à teoria do conhecimento, presente no pensamento ocidental desde os pré-socráticos - nasceu como uma atividade de investigação e pesquisa, a psicologia aplicada - que deve suas origens ao pensamento funcionalistae ao contexto histórico do início do Século XX – pretende aplicar os conhecimentos psicológicos a diversas áreas da atividade humana. Como a psicologia não é uma ciência unificada, os psicólogos convivem com uma diversidade de escolas e orientações teóricas onde buscam subsídios para fundamentar suas práticas. Utilizando conceitos das teorias da ciência de Karl Popper e Thomas Kuhn indaga-se quepostura adotar diante dessa diversidade, como compreendê-la, abrindo a questão de que futuro se poderia conceber para a psicologia. Palavras-chave: epistemologia, teorias psicologicas, psicologia científica, psicologia aplicada.

ABSTRACT
This text concerns the theoretical pluralism in psychology going briefly through the history of its foundations both as science and profession, showing itsdifferent theoretical origins. While psychology as a science – inheriting questions about the theory of knowledge, present in the western thinking since the pre-socratics – was born as an activity of investigation and research, psychology as a profession – originated in the functionalist thinking and in the historical context of the beginning of the 20th Century – intends to apply the psychologicalknowledge to several areas of human activities. Psychology, however, is not an unified science and psychologists must live with several schools and theoretical orientations, where they look for theoretical background to their practical activities. Borrowing concepts from Karl Popper’s and Thomas Kuhn’s theories of science, we wonder what attitude should be adopted to face and understand thisdiversity, proposing the question about what kind of future could be conceived to psychology. Key words: epistemology, psychological theories, scientific psychology, practical psychology

2
PSICOLOGIA(S): SINGULAR OU PLURAL? Fabio Thá
n. 01, Curitiba, out. 2002 www.utp.br/psico.utp.online

I
Em março de 2002, os legisladores do estado americano do Novo México, aprovaram uma lei que permite apsicólogos prescrever medicamentos psicotrópicos, como antidepressivos. Este foi o primeiro estado americano a aprovar uma legislação como esta, embora iniciativas semelhantes estejam pendentes de discussão em mais outros quatro estados: Georgia, Hawaii, Illinois e Tennessee. Estas iniciativas têm a bênção da American Psychological Association (APA), que considera a permissão para prescrevermedicamentos uma extensão natural do papel do psicólogo como profissional da saúde. Para permitir a prescrição exige-se que o psicólogo tenha nível de doutorado e complete 300 horas de cursos específicos em neurociência, fisiologia e farmacologia, seguidos de quatro meses de tratamento supervisionado de 100 pacientes. Evidentemente essa idéia não está livre de opositores. Como seria de se esperar, uma dasvozes mais fortes da oposição é a da American Medical Association. Mas ela tem encontrado um suporte surpreendente para seus argumentos: os próprios psicólogos, ao menos uma grande parte deles, temem que a maior vítima dessa experiência possa ser a própria ciência da psicologia. Para seus oponentes, o problema de legislações como estas não diz respeito à eficácia ou não da medicação no...
tracking img