Sindrome alcoolica fetal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1010 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SÍNDROME ALCOÓLICA FETAL



FETAL ALCOHOLIC SYNDROME








Pontes AS ¹, Abreu BS ²








¹ Nayann Bélem Leite

Acadêmica do Curso de Farmácia da Universidade Paulista, UNIP, Campus Brasília-DF.


² Breno Silva de Abreu

Professor do Curso de Farmácia da Universidade Paulista, UNIP, Campus Brasília-DF.


Endereço paracorrespondência: Breno Silva de Abreu. SMPW QUADRA 5 CJ 4 LOTE 8 CS D. Núcleo Bandeirante/DF. Cep: 71.735-504. E-mail: brenosabreu@gmail.com. Telefone: (61) 8179-4234




NÃO HÁ CONFLITO DE INTERESSES.



RESUMO


Objetivo: A presente revisão descrever os efeitos causados pela ingestão de álcool na gravidez, e as suas consequências. Métodos: trata-se de uma pesquisa transversal descritivarealizada em drogarias do distrito federal e entorno, como também sites encontrados na internet por meio do Google. A amostra foi composta de 15 drogarias e o máximo de sites encontrados. A coleta de dados foi realizada por um acadêmico do curso de farmácia da Universidade Paulista (UNIP), Campus Brasília. Utilizou-se para análise de dados estatísticos o Software Microsoft Excel XP.Palavras-chave: Obesidade, medicamentos sem prescrição, depressores do apetite, comercialização de medicamentos.




















ABSTRACT


Objective: The aim of this study was to investigate the frequency of success in obtaining Sibutramine without prescription in drugstores Federal District and surrounding areas. Methods: This is a descriptive cross-sectional survey conducted indrugstores federal district and surrounding areas, as well as sites found on the internet through Google. The sample consisted of 15 drugstores and maximum sites found. Data collection was performed by an academic course in pharmacy at the University Paulista (UNIP), Brasilia Campus. Was used for the statistical analysis software Microsoft Excel XP.


Key words: obesity, drugs withoutprescription, appetite depressants, marketing of drugs.



















INTRODUÇÃO


A obesidade é uma doença médica crônica e grave, ocasionada pelo acúmulo em excesso de gordura corporal. A cada ano 2,8 milhões de adultos morrem em conseqüência da obesidade. Além disso, cerca de 44% sofrem de diabetes, 23% de doenças do coração e quase 41% podem desenvolver algum tipo de câncer.(DIEFENBACH et al., 2008; MENDONÇA CP, ANJOS LA, 2004; WHO, 2011).
O tratamento para a obesidade é muito complexo e deve ser feito com atenção por parte dos profissionais que fazem à indicação. O tratamento pode ser feito por intervenções farmacológicas, não-farmacológicas e/ou cirúrgicas. Quando a escolha é farmacológica, o medicamento mais prescrito é a sibutramina, sendo assimassociada a outros métodos para ajudar na perda de peso. (SOARES, 2011)
Há outro problema que vem crescendo no mundo inteiro, são os chamados transtornos alimentares, que afetam principalmente as mulheres. Com medo da obesidade muitas fazem dietas sem controle e acabam ficando obcecadas pelo peso ideal, fazem exercícios físicos de maneira exaustiva, usam laxantes, diuréticos e drogas anorexígenascomo a sibutramina, sem a orientação médica, ou seja, compram ilegalmente, preocupando-se somente com a perda de peso, deixando de lado os efeitos adversos e os potenciais problemas de saúde que podem acontecer. (FIATES, 2001; GOMES et al. , 2010)
No Brasil, a sibutramina começou a ser comercializada em março de 2008, possuindo tarja vermelha e notificação de cor branca, com acessibilidadefacilitada para qualquer pessoa. Mas a partir de suspeitas relacionadas ao risco cardiovascular, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) mudou a cor de sua notificação para azul com retenção da receita, passando da lista C1 para a B2 dos medicamentos sujeitos a controle especial (Portaria 344/98), alterando sua tarja de vermelha para preta. (BRANDÃO, 2011)
Dessa forma, a sibutramina é um...
tracking img