Sindicalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4630 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIC – UNIVERSIDADE DE CUIABÁ – CAMPUS INDUSTRIAL
CURSO DE DIREITO - 5º Semestre

BÁRBARA BRAZ

SINDICALISMO
Matéria – Direito do Trabalho II
Professor Cleuton Barrachi

SINOP/MT
2012

Sumário
Introdução.......................................................................................................................03
1.Desenvolvimento.........................................................................................................04
1.1 Conceito....................................................................................................................04
1.2 História......................................................................................................................04
1.3 Classificação das relações coletivas detrabalho.......................................................07
1.4 Funções do Sindicato................................................................................................08
1.5 Sindicalismo estrangeiro...........................................................................................09
1.6 Sindicalismobrasileiro..............................................................................................09
1.7Fases do direito brasileiro..........................................................................................09
Conclusão.......................................................................................................................12Bibliografia.....................................................................................................................13

Introdução

O presente trabalho visa realizar uma análise técnica e jurídica dos novos paradigmas do sindicalismo no Brasil. Sendo assim o sindicalismo é o movimento social de associação de trabalhadores assalariados para a proteção dos seus interesses e sindicato é uma agremiação fundada para a defesa comum dos interesses de seus aderentes. O objetivo principal dosindicalismo é a melhora das condições de vida da classe  operária. Porém, o papel dos sindicalistas difere do dos operários, já que eles não trabalham nas fábricas e nem são ameaçados pelo desemprego. Eles são como um advogado, pois estão ali para defender os interesses dos trabalhadores. Essa condição de mediadores fez com que eles conhecessem tanto o lado capitalista quanto o lado operário.Portanto no patamar do Direito Sindical, os princípios da liberdade associativa e da autonomia, determinam a prerrogativa de criação, estruturação e desenvolvimento da atividade sindical para que se tornem efetivos os sujeitos do Direito Coletivo do Trabalho. Pode-se dizer que esses princípios são comandos jurídicos instigadores. Nesse sentido, eles determinam que a ordem jurídica estipulegarantias mínimas à estruturação, desenvolvimento e atuação dos sindicatos, sob pena de estes não poderem cumprir seu papel de real expressão da vontade coletiva dos trabalhadores. Muito se tem debatido acerca das debilidades do sindicalismo no mundo contemporâneo. Com efeito, as transformações pelas quais passou o mundo do trabalho nas duas últimas décadas impuseram novos limites e desafios aostrabalhadores e às suas organizações sindicais. Todavia neste novo contexto, não só os sindicatos têm-se mostrado incapazes de evitar a difusão destes novos fenômenos, como também eles pouco têm podido fazer para barrar as mudanças nas políticas públicas de seguridade e de bem estar social. Em síntese, percebemos não só a crise dos sindicatos, mas, também, de todo um modelo sindical.A mobilização sindical precisa ser elaborada em um novo contexto para responder não apenas aos anseios do local de trabalho, mas numa ampla dimensão social, abarcar os interesses individuais e coletivos não só dos trabalhadores, mas de toda sociedade, de forma transnacional, acompanhando os efeitos da globalização econômica. Sobretudo a crise que vem enfrentando com o fenômeno da...
tracking img