Sincretismo religioso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4184 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sincretismo religioso no Brasil em Casa Grande & Senzala: Influências na religiosidade brasileira (Parte 1)

1 APRESENTAÇÃO
Estudar a religiosidade brasileira significa mergulhar num emaranhado sistema de crenças, costumes e manifestações culturais distintas. Entender esta Matriz da Religiosidade Brasileira requer uma apurada sensibilidade para compreender, sob uma perspectiva sociológicae mítica, como o brasileiro lida com sua espiritualidade e busca nela a solução ou acalento para seus problemas e dramas pessoais.
Não há como efetivar este estudo, sem mergulhar na obra de Gilberto Freyre, Casa Grande&Senzala, buscando indícios de como ocorreu a formação religiosa do brasileiro; como as diversas crenças oriundas dos três elementos formadores do nosso povo - o branco, o índioe o negro- formam o esteio para o sincretismo religioso que ainda hoje permeia o imaginário e nossas práticas religiosas.
O caminho trilhado por nós foi buscar numa bibliografia de apoio, o referencial teórico daqueles que se dedicam a estudar as matrizes do sincretismo religioso brasileiro, para podermos, num entrelaçamento direto com Freyre, irmos traçando este caminho de volta às origens denossa religiosidade.
Buscamos desta forma, na sociologia da religião, o referencial teórico para direcionar nosso trabalho, tendo nos clássicos da sociologia, Marx, Weber e Durkheim, a perspectiva sociológica para compreensão deste fenômeno social: a religião e o sincretismo religioso.
Descrevemos, sumariamente, como se deu a formação religiosa brasileira, destacando a origem das principaisdenominações, quais suas diferenças e semelhanças, tendo o sincretismo religioso como um fenômeno social intrigante, que permeia toda a matriz religiosa de nosso povo.
Buscamos, na prática, a denominação religiosa que mais influência sofreu deste sincretismo religioso, verificando como ela faz uso dessa riqueza cultural e religiosa e que elementos ela agregou a prática do cristianismo para obterum número cada vez maior de conversão de fiéis à sua doutrina. Trata-se da Igreja Universal do Reino de Deus, que através de um confronto direto com a Umbanda, faz usos de elementos daquela religião para reforçar sua doutrina e dar credibilidade ao seu discurso de combate do “bem” contra o “mau”.
2 A RELIGIÃO COMO OBJETO DE ESTUDO DA SOCIOLOGIA
Todas as sociedades conhecem alguma forma dereligião, pois esta é um fato social universal encontrado em todas as partes desde os tempos mais remotos. Ao longo da história da humanidade surgiram muitas formas de manifestação religiosa, religiões surgem e desaparecem mais algumas resistem se transformam e estão presentes até hoje. A crença em algum tipo de divindade ou ainda, o sentimento religioso são fenômenos generalizados em toda sociedade e sãoinerentes ao ser humano. Como meio de controle social, a religião é um dos mais eficientes e,
Dentro das mais variadas culturas, o culto ao sobrenatural apresenta-se como fator de estabilidade social e de obediência às normas sociais. As religiões e as liturgias variam, mas o aspecto religioso é bem evidente. As pessoas procuram no misticismo e no sobrenatural algo que lhes transmita paz deespírito e segurança. Por isso a religião sempre desempenhou uma função social indispensável. [2]
Dentro da Sociologia, temos uma vertente destinada aos estudos dos fenômenos religiosos, é a chamada Sociologia da Religião. Seu objetivo é o de compreender os efeitos sociais do “pertencimento religioso”, ou seja, demonstrar como as crenças religiosas interferem no comportamento e nas tomadas dedecisões dos indivíduos. Nossa proposta aqui é estudar a religiosidade de grupos sociais para entender como se deu esta formação, este sentimento religioso do brasileiro e como ele lida com isso para enfrentar seus problemas e dificuldades no cotidiano, tendo por tese que o povo brasileiro é considerado um dos mais religiosos do mundo.
Émile Durkheim, considerado um dos pais da Sociologia, escreveu...
tracking img