Simbologia - mito de prometeu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8578 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Homero Jorge Mazzola
José Maria Mohomed Junior
Maria Aparecida Martins Crispiniano
Sônia Aparecida Penkal








Prometeu, Epimeteu e Pandora
Surgimento da consciência
Relação paterna













Seminário apresentado à FACIS
como requisito parcial para obtenção do
título de especialista em Psicologia Analítica











Faculdade de Ciências da SaúdeSão Paulo – 2011
SUMÁRIO


|Introdução | |03 |
|1. Fundamentos teóricos | |04 |
| 1.1 Psicologia Analítica| |04 |
| 1.2 Inconsciente coletivo | |04 |
| 1.3 Ego | |05 |
| 1.4 Arquétipos| |05 |
| 1.4.1 Arquétipo paterno e seus relacionamentos | |06 |
| 1.5 Complexos | |08 |
| 1.6 Símbolos: Mitos como representações arquetípicas| |08 |
| 1.7 Consciência: Surgimento e etapas de desenvolvimento | |09 |
| | | |
|2. O Mito de Prometeu, Epimeteu e Pandora| |12 |
| | | |
|3. Representações simbólicas do mito de Prometeu | |15 |
|Conclusão| |26 |
| | | |
|Referências Bibliográficas | |27 |
























INTRODUÇÃO



Quem sou Eu? Estaindagação arquetípica nos impulsiona para a busca de conhecer, descobrir a resposta para esta intrigante pergunta que inquieta a todos nós humanos. A busca do Eu, do indivíduo começa indubitavelmente com o surgimento da consciência e de seu reconhecimento. Quem sou Eu? E quem não sou Eu? O que é meu? E do que é do outro? Estamos sempre num processo contínuo de desenvolvimento, conhecimento,evolução a fim de nos experimentarmos como totalidade. Nosso mecanismo de aprendizagem se dá através dos opostos, do polar, do dual. Características estas, também dos arquétipos.


Remontamos aos primórdios dos tempos e utilizando-se do mito e sua simbologia para nos auxiliar a mostrar a realidade, as origens do mundo e do homem por meio de deuses, semideuses e heróis.


Propomos nestetrabalho de pesquisa literária bibliográfica, embasados na Psicologia Analítica de Carl G. Jung e em suas obras, a análise e interpretação do Mito grego “Prometeu - a luta entre pai e filho” segundo a ótica de Jorg Rasche. Enfocando a relação, pai e filho nas mais variadas dimensões. Sustentados também, pelo conceito arquetípico patriarcal em suas imagens míticas, além dos personagens contidos...
tracking img