Silagem de colostro pode substituir o leite na alimentação dos bezerros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1108 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Silagem de colostro pode substituir o leite na alimentação dos bezerros
Pesquisadores desenvolveram uma técnica para armazenar o leite produzido pela vaca nos primeiros dias após o parto.
Do Globo Rural
imprimir

Quem cria gado sabe: logo depois de parir, a vaca produz o colostro, primeiro alimento do bezerro, cheio de nutrientes e anticorpos que garantem a sua imunidade, um tipo devacina natural.
O leite mantém características desse colostro até o sexto dia de lactação. É um leite de transição. Nesse período, ele não pode ser comercializado e o bezerro recém-nascido nem sempre dá conta de mamar tudo que a mãe produz.
No caso de animais de alta produtividade, acaba sobrando muito colostro, e como ele não pode ser vendido, muitas vezes o produtor acaba jogando fora essasubstância que é tão rica em nutrientes.
Pensando em acabar com esse desperdício, e ainda diminuir custos, os pesquisadores criaram um jeito de armazenar o colostro e usá-lo na alimentação dos bezerros.
O método é simples e foi desenvolvido no Rio Grande do Sul. Mara Saalfeld, veterinária, extensionista da Emater, primeiro tentou armazenar o colostro em latões de leite convencionais, mas não funcionou.Depois, decidiu fechá-lo em garrafas pet e armazenar. “Após um ano e meio eu tive coragem de abrir a primeira garrafa. O produto estava excelente”, conta Saalfeld.
O produto recebeu o nome de "silagem de colostro" e foi visto como uma alternativa vantajosa para o criador. “O produtor precisa de leite para alimentar um bezerro, não tem substituto, até pelo menos 60 dias. Então o produtor deixa devender o leite, para alimentar essa bezerra. A partir do momento que ele substitui pela silagem de colostro esse leite é vendido e esse lucro é computado como lucro total”, declara a veterinária.
O experimento de campo da veterinária da Emater despertou o interesse de uma série de instituições de pesquisa, que passaram a estudar a silagem de colostro para atestar cientificamente sua eficácia.Dentre elas, o Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais, que fica em Montes Claros, região norte do estado.
Tomando sempre os cuidados necessários com a higiene na hora da ordenha, desde 2009, alunos e professores do curso de zootecnia, coletam todo o colostro excedente para fazer a silagem.
O primeiro passo é esterilizar muito bem todas as garrafas, lavando comdetergente neutro e enxaguando com água bem quente ou clorada. As tampinhas são deixadas de molho em água fervente. “Se não tiver muito cuidado com a higiene, ao invés dos microorganismos importantes para a silagem, vão crescer microorganismos indesejáveis, o que pode causar diarréia, ou alguma outra doença nos animais”, alerta a zootecnista Luciana Geraseev.
Na boca da garrafa limpa e seca, além defunil, eles colocam também uma peneira, para não passar nenhuma partícula indesejável, e enchem.
Antes de fechar, uma apertadinha para tirar todo o oxigênio e ao mesmo tempo deixar um espaço para a dilatação da garrafa. “As bactérias que vão fermentar esse material elas sobrevivem num meio sem oxigenio, então se a gente deixar o oxigênio vai apodrecer o material, porque vai ter um tipo de bactériaque não é aquela que a gente necessita para que ocorra uma fermentação ideal”, comenta Rafael Azevedo, zootecnista - mestrando da UFMG.
As garrafas são identificadas e colocadas em qualquer lugar longe da luz solar. Depois de 21 dias, em média, a silagem está pronta. “Normalemnte depois de 21 dias a garrafa já começa a ter uma divisão de três fases. É quando o perfil de fermentação já estariaideal. Na parte de cima, a concentração gordura, depois o soro, e embaixo a parte mais sólida que é a proteína”, explica Rafael.

A professora Luciana atenta para a importância da identificação da garrafa. Colostro de quinto ou sexto dia, tem menor concentração de sólidos. “Se o bezerrinho tomar só o colostro do terceiro dia, ele vai ter mais proteina mais gordura, do que um bezerrinho que tomar...
tracking img