Shiro kuramata - sing, sing, sing

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (737 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
No desenrolar da unidade curricular de Teoria do Design, integrante no primeiro ano de licenciatura de Design do Produto, leccionada pelo docente Dr. Ermanno Aparo, foi-nos proposto a realização deum Abstract que consiste na descrição da cadeira “Sing, Sing, Sing” do designer japonês Shiro Kuramata.
A cadeira Sing, Sing, Sing, foi concebida por Shiro Kuramata em 1985 e foi produzida nessemesmo ano pela empresa Terada Tekkojo, ltd, continuando a ser produzida pela mesma até aos dias de hoje. No entanto, é também produzida pela XO-Design e editada por Philippe Starck.
Relativamente aosmateriais utilizados na cadeira, esta é feita de malha de aço banhado a níquel e estrutura em aço tubular. A escolha da malha de material é escolhida propositadamente, até porque desta forma, Kuramataconsegue criar “jogos ópticos”, tal como afirma do designer Peter Dormer. (DORMER, Peter, 1998:51)*. No entanto, a cadeira Sing, Sing, Sing não é a única a ter esta linguagem. A poltrona “How High TheMoon” (1986) também e realizada com os mesmos materiais, assim como a mesa “Twilight Time” (1986) em que as pernas da mesma são feitas em malha e aço.
Shiro Kuramata é considerado o “maior e maisinfluente designer do Japão moderno” (DIETZ; Monninger, 1994:65)*, Ele é “um verdadeiro poeta criativo, adiciona elementos surreais e minimalistas da Bahaus Modernista Ocidental e adapta-as à sua maneiraoriental de pensar. (…)” (DIETZ; Monninger, 1994:65)*, Por isso mesmo, os seus objectos feitos de metal quase transparentes “parecem flutuar. Deixam fluir o poder imaginativo e sensorial e apresentampercepções sinestésicas da sociedade pós industrial em design.” (DIETZ; Monninger, 1994:65)*
O autor mostra-nos assim um grande estímulo criativo e a sua grande paixão pela liberdade de uma estéticaflutuante como podemos verificar nos seus objectos. Desta forma, consideramos a cadeira Sing, Sing, Sing como um objecto poético. “Kuramata era capaz de expressar um sentido altamente refinado de...
tracking img