Shampoo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3797 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas
Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences
vol. 43, n. 2, abr./jun., 2007

Determinação da segurança biológica do xampu de cetoconazol: teste de
irritação ocular e avaliação do potencial de citotoxicidade in vitro
Inara Staub1*, Áurea Silveira Cruz2, Terezinha de Jesus Andreoli Pinto3,
Elfrides Eva Scherman Schapoval1, Ana Maria Bergold1Faculdade de Farmácia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2 Seção de Culturas Celulares, Instituto
Adolfo Lutz, 3 Departamento de Farmácia, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade de São Paulo

1

* Correspondência:
I. Staub
Faculdade de Farmácia
Universidade Federal do Rio Grande
do Sul
Av. Ipiranga 2752, sala 703
90610-000 - Porto Alegre - RS, Brasil

Cetoconazol é umagente antifúngico, que pode ser incorporado
em diferentes formas farmacêuticas, como, por exemplo, xampus
e cremes. O objetivo do trabalho foi avaliar a segurança biológica
in vivo (teste de irritação ocular) e in vitro (teste de citotoxicidade)
do xampu de cetoconazol degradado sob ação da luz. Para tanto,
a formulação foi exposta à radiação UV-C (254 nm) e foram
empregados dois métodospara a determinação quantitativa do
cetoconazol: CLAE e ensaio microbiológico. Os resultados
demonstraram alteração do cetoconazol em presença da luz –
presença de picos secundários no cromatograma e diminuição da
atividade antifúngica - entretanto, não demonstraram alteração
na segurança biológica entre xampu de cetoconazol e xampu de
cetoconazol contendo produtos de degradação.

Unitermos• Cetoconazol
• Xampu
• Produtos de degradação
• Teste de irritação ocular
• Teste de citotoxicidade

E-mail: inarastaub@cav.udesc.br

INTRODUÇÃO
As infecções causadas por fungos estão entre as causas mais comuns de doenças cutâneas. Dentre elas, podemse citar as malassezioses, que são as formas clínicas da infecção causada pela levedura Malassezia: pitiríase (tinha)
versicolor,foliculite por Malassezia e alguns autores
correlacionam o fungo Malassezia furfur ao desenvolvimento da dermatite seborréica (Gupta, Madzia, Batra, 2004;
Klenk, Martin, Hefferman, 2003). Atualmente, o xampu de
cetoconazol é uma forma de tratamento eficaz e amplamente
utilizada para combater estas infecções.
O cetoconazol (Figura 1), pertencente à classe dos
imidazóis, possui ação sistêmica etópica, podendo ser incorporado em diversas formas farmacêuticas. O principal
efeito dos imidazóis sobre os fungos é a inibição da esterol

14-α-desmetilase prejudicando a síntese do ergosterol na
membrana, inibindo o crescimento dos fungos (Benett,
1996).

FIGURA 1 - Estrutura química do cetoconazol.

302

Em geral, formulações de cetoconazol sofrem alteração muito rapidamente sugerindo aformação de produtos
de degradação (Staub et al., 2002; Skiba et al., 2000;
Allen, Erickson, 1996; Thoma, Kübler, 1996). Segundo
Tonessen (2001), fármacos sensíveis à luz podem ser afetados pela luz solar (especialmente radiação ultravioleta)
e por fonte de luz artificial (lâmpada fluorescente). A exposição inadequada à luz pode levar à fotodegradação da
substância ativa, podendo formar umproduto inativo, mas,
também, pode alterar propriedades físico-químicas como
alteração na coloração do produto. É conhecido que certos
produtos de degradação apresentam maior toxicidade que
a substância ativa que os originou (Nudelman, 1975). Por
isso, é importante que durante os estudos de estabilidade de
um produto seja avaliada a possível alteração na toxicidade
do produto final.
Assimsendo, o objetivo do trabalho foi avaliar a
segurança biológica da formulação de xampu de cetoconazol, após exposição do produto à luz e detecção de produtos de degradação, para verificar se os mesmos alteravam o grau de irritação do produto. Para tanto, foram empregados dois testes – teste de irritação ocular e avaliação
do potencial de citotoxicidade in vitro – para posterior
comparação dos...