Servico social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1584 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Infância x Violência Infantil: os prejuízos para a sociedade contemporânea.


O vínculo mamãe x bebê começa desde a fase intra-uterina, todos os sentimentos que a mãe tem, sejam bons ou ruins são transmitidos diretamente para a criança. Um bebê precisa de cuidados diários para sua sobrevivência. A mãe é de extrema importância para o desenvolvimento e segurança desta criança, pois ¨o cérebrohumano está sendo programado para atividades complexas como a linguagem e amadurecimento das emoções¨.
O responsável por esta criança deve agir de tal forma que preserve a sua integridade física e mental, visando o futuro desde indivíduo, conforme o Art. 70 do Estatuto da Criança e do Adolescente que diz:
É dever de todos prevenir a ocorrência de ameaça ou violação dos direitos da criança e doadolescente.
É preciso, amar, cuidar deste ser que começa a descobrir o mundo, buscando assim sua saúde mental. Quando os cuidados necessários não são dados a criança, cabe ao conselho tutelar entrar em ação e fazer cumprir o que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente, conforme Art. 101(I ao VIII).
Foi realizada uma entrevista, no Conselho Tutelar Dr. Clovis Figueiredo, com aconselheira Srª Loirdes Cerqueira dos Reis, no municio de Nazaré das Farinhas –Ba , nesta cidade existem 65 mil habitantes, neste conselho atuam 05 conselheiros e 10 comissários de menores.
Em 2009 foram atendidas 22 crianças de 0 a 12 anos, e em 2008 foram 14 menores nesta faixa etária.
A conselheira Loirdes, relatou que as principais formas de violência contra os menores foram: violência doméstica,abuso sexual e envolvimento com tráfico de drogas.
Devemos dar destaque ao despreparo das famílias, ais quais tiveram seus menores violentados. Despreparo emocional, social,financeiro... Dando atenção especial para a transgeracionalidade.
De acordo com Escosteguy (1997), o conceito de transgeracionalidade vem sendo cada vez mais usado no entendimento da dinâmica das relações entre mãe- bebê. Aautora define o conceito como ¨uma transferência – normal pó patológica – realizada sobre o bebê, impondo-lhe, dessa forma, a partir de outra(s) geração(s), a marca, para melhor ou para pior, de experiências psicológicas oriundas dos genitores¨ (1997, p. 49).
Fraiberg, Adilson e Shapiro (1994) destacam que não é possível afirmar que os genitores que foram maltratados, no momento em que setornarem pais serão guiados em seu comportamento por seus sofrimentos e feridas ou encontrarão a oportunidade, na maternidade e na paternidade, de fazer algo diferente de seus pais.
Para os autores o acesso aos seus sofrimentos infantis é um meio potente para a prevenção da repetição de maus-tratos nos futuros pais.No entanto, a repressão e o isolamento dos afetos favoráveis para a identificação com oagressor e com o sedutor.
Segundo Fraiberg, Adelson e Shapiro (1994), mesmo nas famílias em que os vínculos de amor são intensos, os conflitos do passado dos pais podem aparecer. Tais eventos intrusivos passam despercebidos na relação familiar, sendo que nem os pais nem as crianças têm o seu vínculo ameaçado .
Em outras famílias, no entanto, os autores salientam que a relação entre pais e obebê é constantemente invadida por esses fantasmas do passado.
A conselheira Loirdes, relatou um caso ocorrido em 2009 de uma mãe que foi denunciada ao conselho devido aos maus-tratos, os quais praticava contra a menor G. L. O. de 10 anos, a mãe xingava, agredia muito a filha, tanto na rua quanto em casa, um dia os vizinhos resolveram denunciar e através do acompanhamento com psicólogo, ficouclaro que esta mãe também foi muito agredida na infância, sofrendo assim maus-tratos tanto do pai quanto da mãe, a mesma relatou inúmeros espancamentos por parte dos seu pais e que saiu de casa aos 14 anos para se livrar das agressões. Hoje a família continua sendo acompanhada pelo conselho e mantém terapia com o psicólogo.
É de extrema importância que a criança passe pela infância para a fase...
tracking img