Serviço social na universidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 43 (10689 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SERVIÇO SOCIAL E CULTURA: CONSIDERAÇÕES ACERCA DAS CONCEPÇÕES DE CULTURA NA TRAJETÓRIA DA PROFISSÃO NO BRASIL DESDE A SUA GÊNESE ATÉ OS ANOS 1990

Carina Moljo* Ariane Monteiro Cunha**

RESUMO ____________________________________________________________

_________________________ O presente artigo realiza uma reconstrução histórico-crítica, embasada na perspectiva marxiana, sobre asdiferentes concepções de cultura presentes na trajetória histórica do Serviço Social no Brasil e como este vem se apropriando das mesmas. Abordaremos a relação que o Serviço Social estabeleceu com a dimensão da cultura na sua trajetória histórica, de 1930 a 1990, desvelando os processos que constituem a cultura, analisando suas concepções e destacando sua influência na história do Serviço Social noBrasil. Palavras-Chave: Serviço Social, Cultura, História

INTRODUÇÃO

Existe certo consenso de que o Serviço Social, enquanto profissão, emerge no Brasil, na década de 1930, como uma especialização do trabalho coletivo inserido na divisão sócio técnica do trabalho e de que, na sua intervenção, dá respostas tanto para as classes com as quais trabalha como para as classes que contratam seus serviços(IAMAMOTO, 1982). Entretanto, se este é o caminho metodológico que realizamos hoje para conhecer a profissão, quer dizer, se hoje compreendemos que a profissão somente pode ser compreendida a partir da sua inserção nas relações sociais, na totalidade maior onde ela se movimenta, nem sempre foi assim. Esta forma de abordar a profissão – que evidentemente se inscreve dentro de uma matriz depensamento, aquela inaugurada com Karl Marx (1818-1883) – começa a ser hegemônica no Brasil a partir da década de 1980, fruto da renovação sob a perspectiva da intenção de ruptura, que se processava desde finais da década de 1960 (NETTO, 1996).

_______________
* Prof. Adjunta da Fac. Serviço Social/UFJF-MG. ** Assistente Social graduada na FSS/UFJF-MG..
Libertas, Juiz de Fora, v.4, n.1, p. 78 - 104,jul-dez / 2009 – ISSN 1980-8518

78

Anteriores a este período existiam outras matrizes de pensamento que eram hegemônicas no Serviço Social, tendo uma visão cronológica da história da profissão, como sucessão de fatos, baseados principalmente no positivismo nas suas diferentes versões. Como já mencionamos, será somente a partir da década de 1980, portanto, num curto período histórico, que aforma de compreender a profissão, assim como seu significado histórico e as implicações da intervenção profissional se transformará radicalmente. Como explica Yazbek (2000), para compreender a profissão será preciso, inseri-la no movimento histórico da sociedade, que é produto das relações sociais:
(...) nesta perspectiva, a reprodução das relações sociais é entendida como a reprodução datotalidade da vida social, o que engloba não apenas a reprodução da vida material e do modo de reprodução, mas também a reprodução espiritual da sociedade e das formas de consciência social, através das quais o homem se posiciona na vida social. Dessa forma, a reprodução das relações sociais é a reprodução de determinado modo de vida, do cotidiano, de valores, de práticas culturais e políticas e do modocomo se produzem as idéias nessa sociedade. Idéias que se expressam em práticas sociais, políticas, culturais e padrões de comportamento e que acabam por permear toda a trama de relações da sociedade (YAZBEK, 2000, p.89).

O Serviço Social, ao trabalhar com as classes trabalhadoras – ou como diria Yazbek com as classes subalternas – no seu viver cotidiano, sempre interveio nas formas deorganizar os seus costumes, os seus modos de vida, seja de forma direta ou indireta, mas, nem sempre teve uma compreensão teórica sobre este ‘agir’. Esta visão da ação profissional mencionada pela autora supracitada atuação cultura’¹. Dada a relevância e pertinência do tema para os assistentes sociais e na tentativa de desenvolver e incitar o debate acerca das relações entre o Serviço Social e a...
tracking img