Serra da cantareira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3244 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

A Serra da Cantareira é localizada ao norte da cidade de São Paulo e possui 64.800 hectares de área, abrangendo também os municípios de Guarulhos, Mairiporã e Caieiras.
Sua extensão é de aproximadamente 25 km e seus pontos mais altos atingem a altitude de cerca de 1200 metros acima do nível do mar. Trata-se de uma das maiores florestas em área urbana do mundo.
Em sua parte sulencontramos o Parque Estadual da Cantareira, uma reserva com 7.916 hectares, criado pelo Decreto Estadual n°41.626 de 1963, com vegetação de mata atlântica preservada, com várias espécies de fauna e flora nativas, tendo sido tombado pela UNESCO em 1994.
Seu nome deriva de uma de suas maiores riquezas: a água. Nos séculos XVI e XVII os tropeiros que passavam pela região, notaram o grande número deriachos e nascentes. Para se abastecerem de água, utilizavam grandes jarros, os cântaros, daí o nome Cantareira. No século XIX, estudos sobre o problema de abastecimento de água para a cidade de São Paulo, que já apresentava um grande crescimento populacional, concluíram que a construção de reservatórios de água, na Serra da Cantareira, e o aproveitamento de suas várias fontes, poderiam ajudar aresolver o problema. Atualmente, boa parte do abastecimento de água da cidade de São Paulo e das cidades da região depende do Sistema Cantareira.

Apresentam precipitação anual entorno de 1.500mm e temperatura média de 18ºC.Em geral, o relevo é montanhoso, sustentado por rochas graníticas e metassedimentares do Grupo São Roque, sobre as quais desenvolve-se o solo Podozólico Vermelho-Amarelo,susceptível aos processos erosivos. A cobertura florestal encontra-se, cada vez mais, restrita a essas unidades de conservação ambiental.

2. O DESMATAMENTO E A OCUPAÇÃO IRREGULAR E REGULAR


O desmatamento e a ocupação do solo, através de loteamentos legais e clandestinos, fez com que, nos dias de hoje, apenas 21% da área da Serra da Cantareira seja ocupada por vegetação nativa, de mataatlântica. Só entre 2005 e 2008 foram desmatados mais de 1,4 milhão de metros quadrados de área verde. Citando-se o aquecimento global, exemplos reais podem der dados por quem mora na região. Há cerca de 30 anos era comum, pela manhã, a formação de densa neblina nos arredores da serra, além do que, a temperatura na região era muito mais amena. Hoje é muito rara a formação de neblina e a pouca quantidadede árvores, em alguns locais, não alivia o calor.

As nascentes estão secando, e as poucas que ainda resistem não têm mais água própria para o consumo, estão contaminadas. O solo está instável, rachando, com grandes erosões. Nos morros, ocupados irregularmente, por barracos ou até mansões, existem várias áreas de risco, com perigo de deslizamento.

Além dos problemas com condomínios fechados,loteamentos e a expansão dos bairros já existentes, a Serra da Cantareira enfrenta outra ameaça. Ela já é cortada por duas das rodovias de maior circulação do país, principalmente com tráfego de veículos pesados, a rodovia federal Fernão Dias, e a estadual Anhanguera, com o fluxo diário de milhares de veículos. Existe a previsão de que o trecho norte do chamado “Rodoanel”, interligue estas duasrodovias, passando bem pelo meio da Serra da Cantareira. As obras já foram adiadas diversas vezes, por pressão de ambientalistas e estudos sobre o impacto ambiental na região, mas tudo indica que seguirão em frente.

Até meados de 1980, a ocupação da Serra da Cantareira era caracterizada por pequenos sítios, ou chácaras de famílias aos finais de semana. Uma boa parte da serra ainda era preservadae inabitada, existindo até algumas fazendas, para criação de gado. A área habitada era ainda considerada uma zona rural da cidade de São Paulo.

Podemos considerar a ocupação urbana irregular através de três vertentes. A expansão dos bairros, os loteamentos clandestinos e invasões e os condomínios fechados. Desta forma, quando utilizamos o termo irregular, nos referimos tanto às construções e...
tracking img