Serpentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1095 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Serpente Marinha
Nadando calmamente nas correntes oceânicas, esses répteis marinhos passam suas vidas inteiras no mar. Com narinas que podem funcionar como bexiga natatória, que ajuda a flutuar, e com uma cauda achatada que atua como leme, essas serpentes são bem adaptadas à vida aquática.
Todas as serpentes marinhas respiram oxigênio do ar e tem um único pulmão. Apesar de serem capazes derespirar, esses répteis aquáticos não conseguem sobreviver em terra. Apesar da maioria delas preferir águas pouco profundas, algumas podem ser levadas para longe da costa pelas correntes oceânicas. Vivendo em águas tropicais e subtropicais, são ativas a uma profundidade de 30 m, mas também podem mergulhar à profundidade de até 150 m. São capazes de manter a respiração em baixo d’água por períodos deuma hora ou mais.
Apesar de variar de cor conforme a espécie, a maioria das serpentes marinhas são escuras no dorso, o que as camufla contra predadores que podem atacar de cima. Além disso, seu abdômen é mais claro o que também a torna menos visível quando vista de baixo. Esses répteis têm a pele dura e impenetrável que muda a cada 2-6 semanas. As serpentes marinhas que vivem nas profundezas domar se esfregam contra superfícies rugosas, enquanto as que flutuam na superfície da água torcem os seus corpos em nós complexos. Essas técnicas ajudam a soltar moluscos incômodos.A maioria de serpentes do mar são completamente aquáticas e adaptaram-se a seu ambiente em muitas maneiras, o mais característico de qual é a pá-como a cauda que aumentou sua abilidade da natação. A um grau variando, oscorpos de muitas espécies são comprimidos lateralmente. Vivem seu ciclo de vida inteiro no mar, nunca têm toda a necessidade sair da água. As únicas espécies que retiveram suas escalas ventral ampliadas são os kraits do mar, representados pelo genusLaticauda, com somente cinco espécies. Este é considerado ser um grupo mais primitivo, porque gasta ainda muito de seu tempo na terra onde suas escalasventral o têm recursos para o adaptação necessária. São também as únicas serpentes do mar com escalas internasal, isto é, suas narinas não são encontradas dorsal.
A serpente marinha é considerada uma das serpentes mais peçonhentas do mundo. Apesar de muito peçonhentas são pouco agressivas e dificilmente atacam. Sua peçonha tem ação miotóxica e é usada exclusivamente para atacar sua presa,causando insuficiência renal aguda. Uma única gota de sua peçonha pode matar 3 pessoas. A peçonha é muito temida pela ação rápida com que se dissemina pelo corpo e mata suas vítimas. Algumas espécies chegam a ter uma peçonha 100 vezes mais potente que a peçonha da maioria das serpentes-terrestres. A serpente-verde-oliva, numa só picada, injeta peçonha suficiente para matar 60 pessoas.


VENENO
Asmordidas em que o envenamento ocorrem não podem mesmo ser observadas quando o contato é feito. Os dentes podem ser deixados na ferida. Os sintomas os mais importantes são avaria rápida do tecido do músculo esqueletal e paralisia. Os sintomas adiantados incluem suor e vômito. após 30 minutos da mordida rigidez dos músculos de todo o corpo. Esticar os músculos é também doloroso. Isto é seguido maistarde paralisia progressiva, até dos músculos envolvidos em engolir e em respirar, pode ser fatal. Começa mostrar acima no plasma de sangue, uma cor avermelhada, marrom ou preta que conduz a parada cardíaca.O veneno das serpentes marinhas é muito mais tóxico do que o dos seus parentes terrestres, porque tem de ser forte o suficiente para dominar os peixes, que têm uma baixa taxa metabólica, e porisso levam mais tempo para serem afetados pelo veneno.








ALIMENTAÇÃO
As serpentes marinhas procuram alimentos usando suas presas com veneno para matar as vítimas. Costumam eleger como alvo espécies mais longas de peixes, como enguias. Elas podem comer camarões, lulas e ovos de peixes. Algumas perseguem presas em áreas mais rasas; enquanto outras – como a cobra marinha de...
tracking img