Sermao aos peixes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1432 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“O Sermão do Santo António aos Peixes”

Formador/a:
Sónia Antunes

Formando:
Cláudio Silva nº6 TCP2




Índice
Não foi encontrada nenhuma entrada de índice.























Introdução
O Sermão de Santo António aos Peixes foi proferido na cidade de São Luís do Maranhão em 1654, na sequência de uma disputa com os colonosportugueses no Brasil.
Padre António Vieira, que toma vários peixes (o roncador, o pegador, o voador e o polvo) como símbolos dos vícios daqueles colonos. Com uma construção literária e argumentativa notável, o sermão tem como objectivo louvar algumas virtudes humanas e, principalmente censurar com severidade alguns vícios dos colonos.
Este sermão foi pregado três dias antes de Padre AntónioVieira embarcar para Portugal, onde pretendia obter uma legislação mais justa para os índios, prejudicando assim os interesses dos colonos europeus. Pode-se especular que a sua saída precipitada do Brasil se devia, pelo menos em parte, ao receio de represálias por parte dos colonos.
















Biografia
António Vieira (1608-1697) nasceu em Lisboa, na rua doCónego, próximo a Sé, no dia 6 de Fevereiro de 1608. Filho de Cristóvão Vieira Ravasco e Maria de Azevedo. Seu pai era escrivão da inquisição e foi nomeado para o cargo de escrivão em Salvador e só em 1614 sua família veio para o Brasil. António Viera tinha 6 anos na época.
Foi no Colégio dos Jesuítas, em Salvador, o único na época, que António Vieira estudou. Em 1623 descobriu a vocação para osacerdócio e entrou para a Companhia de Jesus. Em 1626, ainda noviço, se destacou nos estudos sendo indicado para redigir as actividades dos Jesuítas, em carta anual, remetida para os superiores em Lisboa.
António Vieira, de noviço passou a estudante de teologia. Fez curso de lógica, física, economia e matemática. Em 1627 começou a dar aulas de retórica em Olinda. Em 1633 começou suas pregações,visitando as aldeias indígenas, próximas da cidade. No ano seguinte se ordena sacerdote e em 1638, passou a dar aulas de teologia. Como pregador em cima de um púlpito, sua fama se espalhou, defende a colónia, se rebela contra a escravidão e clama pela expulsão dos holandeses em Pernambuco.
Em 1640, em Portugal, D João IV sobe ao trono, restaurando a monarquia, depois de sessenta anos de reis espanhóis.Em Fevereiro de 1641, António Vieira parte para Lisboa. Em 1642 seus sermões já haviam conquistado o rei e a rainha D. Luísa. Torna-se o guardião da Coroa. Em seus sermões procura apoio para o rei diante de uma reunião com os representantes do povo, a nobreza e o clero, onde se votariam os tributos para a continuação da guerra com a Espanha.

Obras de António Vieira
Sermão da Sexagenária
Sermãode Santo António aos Peixes
Sermão do Mandato
Sermão de São Pedro
Sermão de São Roque
Sermão de Santa Teresa
Sermão de Todos os Santos
Sermão do Espírito Santo
Sermão de Nossa Senhora do Rosário
Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal Contra a Holanda
Cartas
Arte de Furtar
Quinto Império
História do Futuro
Esperanças de Portugal

“O Sermão do Santo António aos Peixes”
Osermão está organizado em seis capítulos e três partes: o Exórdio, que contém o capítulo I; a exposição e confirmação, que contém os capítulos II, III, IV e V e a peroração que contém o capítulo VI.

Considerado inovador para a época, porque pregava a tolerância racial, Pe. António Vieira no “Sermão de Santo António aos peixes” fala sobre as virtudes e os vícios humanos, utilizando uma linguagemsimples, porém recheada de referências bíblicas, mitológicas e filosóficas que dão riqueza aos argumentos tão bem trabalhados pelo autor, no sentido de levar o leitor a reflectir suas próprias atitudes e pensamentos. Nesta obra, António Vieira deixa à mostra sua genialidade na escolha das palavras, na profundidade e clareza com que são utilizadas, nas imagens e simbologias que cria e que permitem...
tracking img