Senso crítico do dia-a-dia às ciências humanas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7296 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Grupo 19
Cecília G. D. Santos (945117)
Luciane R. Oliveira (286037)
Juliana F. Gonçalves (312748)










Senso Crítico do Dia-a-dia Às Ciências Humanas
David W. Carraher














FEAD – CENTRO DE GESTÃO EMPREENDEDORA
Belo Horizonte
2011
Grupo 19
Cecília G. D. Santos (945117)
Luciane R. Oliveira (286037)
Juliana F. Gonçalves (312748Senso Crítico do Dia-a-Dia Às Ciências Humanas
David W Carraher





Resenha baseada no Livro Senso Crítico do Dia-a-dia às Ciências Humanas, de David Carraher apresentada à disciplina de Matemática Básica, para obtenção de créditos no curso de graduação à distância da Faculdade FEAD/MG.

Orientador(a): Zipora Barbosa



FEAD – CENTRO DE GESTÃO EMPREENDEDORA
Belo Horizonte
2011
 O bom senso é, entre todas as qualidades humanas, aquela que distribuída mais por igual, pois todo mundo se acha tão dotado dele que ate as pessoas mais exigentes nos demais assuntos geralmente não desejam ter uma porção maior desta qualidade do que já possuem.

R. Descartes Discurso sobre Método

SUMÁRIO
INTRODUÇÃO 1CAPÍTULO 1 - ARGUMENTANDO NA VIDA DIÁRIA E NAS CIÊNCIAS HUMANAS.2
CAPÍTULO 2 - O PAU DE CHUVA E OUTRAS FALÁCIAS 6
CAPÍTULO 3 - PENSANDO LOGICAMENTE 11
CAPÍTULO 4 - LENDO NAS ENTRELINHAS 14
CAPÍTULO 5 - USANDO E ABUSANDO DOS CONCEITOS 18
CAPÍTULO 6 - ANALISANDO CRITICAMENTE 22
CAPÍTULO 7 - PESQUISANDO CRITICAMENTE 28
CONCLUSÃO:...........................................................................................................32
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:..........................................................................33





INTRODUÇÃO:
Em seu livro Senso Crítico do Dia a Dia às Ciências Humanas, Carraher leva o leitor a aprimorar seu senso crítico, colocando-o frente às diversas situações do cotidiano e suas formas de entendimento.
Carraher estimula alémda pesquisa, a atenção ao pensamento próprio de forma crítica, análises mais elaboradas e criteriosas para questões freqüentes.
É comum que os argumentos apresentados sejam facilmente aceitos sem questionamentos, ou sem aprofundamento o que pode gerar conclusões precipitadas.
O livro Senso Crítico trás claramente como análises mais elaboradas, seja para qual for o assunto, auxiliam na forma depensar, tornando-a mais crítica e lógica. Carraher utiliza-se de exemplos casuais e oferece instruções e sugestões para praticar o raciocínio e argumentação.

CAPÍTULO 1
ARGUMENTANDO NA VIDA DIÁRIA E NAS CIÊNCIAS HUMANAS
O simples fato de expressar um ponto de vista ou defender uma idéia não implica no esclarecimento ou conclusão de um assunto. Muitas vezes, respondemos a perguntas semesclarecê-las. Na vida cotidiana é comum nos expressarmos informalmente, sem esclarecer ou defender nossas reais opiniões.

1 - Argumentação
Apresentar e defender idéias é argumentar. O argumento é formado por uma premissa ou evidência que levará a uma conclusão. As conclusões são as justificativas dos dados colhidos e suas evidências.

2 - A pragmática da comunicação
O senso comum, asestatísticas e as pesquisas são meios de apresentar às pessoas a validade de um argumento. Essas atividades que comprovam as idéias são chamadas de pragmáticos.
A pragmática trata dos significados da linguagem no contexto social no intuito de promover interesses e desempenhar funções. Estes significados, contudo, não podem ser interpretados de forma literal.

3 - A argumentação psicológica:
Quando oargumento toma forma de “apelo” ao ouvinte, é chamado de argumentação psicológica, e esta possui duas características básicas: Comprometimento forte e Emocionalidade.
A finalidade da argumentação psicológica é a de levar o ouvinte a concordar com o argumento do proponente, sem que a idéia deste proponente seja necessariamente fundamentada. Neste caso, nem sempre o argumento é verdadeiro,...
tracking img