Semmelweis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4721 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
http://www.ccih.med.br/semmelweis.html

|Semmelweis: uma história para reflexão |

|Dr. Antonio Tadeu Fernandes |

 
Recentemente estivemos organizando uma pesquisa na Internet sobre os pioneiros do controle deinfecção, com o objetivo de selecionar links para uma página especial do "navegando com você" sobre a história do controle de infecção, atendendo à constantes solicitações dos internautas que pesquisam o tema. Encontramos várias páginas excelentes sobre Florence Nigthingale, Pasteur, Lister, Robert Kock, Oliver Wendell Holmes, inclusive seus textos originais, mas sobre Semmelweis, quase nada...Deixando a modéstia de lado (afinal, o Prêmio Jabuti até nos permite isso), os capítulos iniciais do nosso livro, que abordam a história do controle de infecção, têm sido constantemente elogiados e o trecho que fala sobre Semmelweis merece uma divulgação ainda maior, dada a riqueza de informações e a análise crítica da sua obra e das reações ao seu trabalho. Assim, presenteamos a vocês a cópiaintegral das páginas 97 a 102 do nosso livro, contando essa história, cada vez mais atual e ponto básico para uma reflexão profunda sobre o ensino acadêmico, resistência às mudanças, coorporativismo dos profissionais de saúde e as lições da vida e da trágica morte de Semmelweis .
Gostaríamos muito de dizer que isto faz definitivamente parte do passado, mas o desafio continua e cada um de nós representaeste mártir cada vez que lutamos por princípios éticos e científicos em prol dos pacientes de nossas instituições de saúde.
Quando Ignaz Philipp Semmelweis (1818-1865) nasceu em Ofen, seu país, a Hungria fazia parte do Império Austríaco, posteriormente ele foi para Viena, sua capital, para completar os estudos em advocacia, como era desejo familiar. Entretanto, resolveu estudar medicina ao tomarcontato com os trabalhos de anatomia patológica realizados por Karl von Rokitansky (1808-1878), procurando identificar a causa de morte de seus pacientes, no estudo do corpo enfermo e dos órgãos doentes. Após sua graduação em medicina ocorrida em 1844, sem conseguir vaga na clínica do professor Joseph Skoda (1805-1881), que vinha se notabilizando pelas suas pesquisas em propedêutica, acabou em1846, como assistente na Primeira Clínica Obstétrica do Allgemeine Krankenhaus, no lugar de um colega que havia se afastado temporariamente. A perversa fama desta unidade era que a mortalidade das pacientes superava entre três a dez vezes a da segunda divisão, onde as parturientes eram atendidas por parteiras. A diferença de percentagem parecia ser inexplicável, pois caso contrário, os miasmasdeveriam ser muito caprichosos, pois as clínicas eram contíguas(1).
Conforme afirmou Semmelweis na introdução de seu livro: "o dever mais alto da medicina é salvar vidas humanas ameaçadas e a obstetrícia é o ramo da medicina no qual este dever se cumpre de modo mais evidente.... Num parto com apresentação pélvica, provavelmente a mãe e o filho faleceriam se deixados à natureza, entretanto a ajudaoportuna do obstetra pode salvar ambos, quase sem dor, em poucos minutos.... Lamentavelmente, o número de casos nos quais o obstetra alcança tais benefícios é insignificante se comparado ao número de vítimas da febre puerperal.... Não somente a terapia era ineficaz como também a etiologia parecia incompleta e aparentemente não continha o verdadeiro fator causal da enfermidade"(2). Em seu trabalho elerealizou, antes mesmo que Snow com o cólera em Londres, um estudo epidemiológico modelo na tentativa de se elucidar os elos da cadeia epidemiológica e propor medidas efetivas de controle, contendo todas as etapas clássicas destas investigações: a definição precisa de caso; a contagem, distribuição e a consolidação de casos e de fatores predisponentes; a confirmação do surto e a definição do seu...
tracking img