Semiotica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2891 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O QUE É SEMIÓTICA
Lúcia Santaella

Para se compreender a semiótica, precisamos entender o crescimento da ciência da linguagem, a lingüística e da linguagem verbal, a outra é a Semiótica, a ciência de toda e qualquer linguagem verbal e não verbal. Somos capazes de criar, construir, transformar, tomar nossa consciência no mundo. Nos comunicamos assim verbalmente oral e escrita e não verbalmente,com símbolos, movimentos, massa, volume, musicas, gestos, gostos, cheiros, através de um olhar, gráficos entre tantos mais exemplos, somos capazes de nos comunicar de diversas formas, portanto dizemos linguagem quando dizemos linguagem, queremos nos re-ferir a uma gama incrivelmente intrincada de formas sociais de comunicação e de significação quê inclui a linguagem verbal articulada, mas absorvetambém, inclusive, a linguagem dos surdos-mudos, o sistema codificado da moda, da culinária e tantos outros. Enfim: todos os sistemas de produção de sentido aos quais o desenvolvimento dos meios de reprodução de linguagem propiciam hoje uma enorme difusão.
Após a revolução industrial, as invenções de máquinas capazes de produzir, armazenar e difundir linguagens como a fotografia, o cinema, osmeios de impressão gráfica, o rádio, a TV, as fitas magnéticas, povoaram nosso cotidiano com mensagens e informações que nos espreitam e nos esperam. Para termos uma idéia das transmutações que estão se operando no mundo da linguagem, basta lembrar que, ao simples apertar de botões, imagens, sons, palavras, invadem nossas casas. todo fenômeno de cultura só funciona culturalmente porque é também umfenômeno de comunicação, e considerando-se que esses fenômenos só comunicam porque se estruturam como linguagem, pode-se concluir que todo e qualquer fato cultural, toda e qualquer atividade ou prática social constituem-se como práticas significantes.
A Semiótica é a ciência que tem por objeto de investigação todas as linguagens possíveis, ou seja, que tem por objetivo o exame dos modos deconstituição de todo e qualquer fenômeno como fenômeno de produção de significação e de sentido.
Seu campo de indagação é tão vasto que chega a cobrir o que chamamos de vida, uma espécie de linguagem, isto é, a própria noção de vida depende da existência de informação. Os ingredientes fundamentais da vida são: energia e informação. Sem a linguagem seria impossível a vida, mas não penas uma espécie delinguagem, mas também todos os sistemas e formas de linguagem tendem a se comportar como sistemas vivos, se transformam, se regeneram, como as coisas vivas.
Pierce e a Semiótica
Charles Sanders Peirce nasceu no ano de 1839, em Cambridge, Massachussets, nos EUA, no dia 10 de setembro. Filho do matemático, físico e astrônomo Benjamin Peirce, Charles, sob influência paterna, formou-se naUniversidade de Harvard em física e matemática, conquistando também o diploma de químico na Lawrence Scientific School.
Paralelamente ao seu trabalho no observatório astronômico de Harvard, Charles Peirce se dedicava ao estudo da filosofia, principalmente à leitura de "A crítica da razão pura", de Kant. Entre 1879 e 1884 lecionou na Universidade John Hopkins. Considerado uma pessoa de hábitosexcêntricos, além de descuidado e solitário, Peirce não evoluiu na carreira universitária. Em 1887, mudou-se com sua segunda esposa para a cidade de Milford, na Pensilvânia, isolando-se ainda mais. Entre 1884 e o ano de sua morte, em 19 de abril de 1914, Peirce escreveu cerca de 80 mil páginas de manuscritos, vendidos por sua esposa à Universidade de Harvard, e que vem sendo publicados há várias décadas. Alémdesses escritos, Peirce deixou textos em periódicos esparsos: resenhas, artigos e verbetes de dicionários. Esse conjunto de trabalhos forma a obra de um pensador original, definida por William James como "lampejos de luz deslumbrante sobre um fundo de escuridão tenebrosa".
Considerado como um dos mais profundos e originais pensadores norte-americanos, Peirce deixou contribuições em múltiplas...
tracking img