Seminario de marketing politico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5041 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MARKETING GLOBAL















Talita Gabaldi
















São Caetano do Sul, 16 de setembro de 2009

















SEMINÁRIO
MARKETING POLÍTICO




























São Caetano do Sul, 16 de setembro de 2009



INTRODUÇÃO





O objetivoprincipal deste seminário é a oportunidade de compreender as particularidades do Marketing, integrando à disciplina de Marketing Institucional, dentro da esfera de Marketing Político, podendo assim explanar os diversos temas que dele compõem tais como Marketing Eleitoral, Marketing Partidário, Marketing Governamental, Esfera Privada e Pública agregando conhecimento nesta área impar do Marketing,que é de grande importância para um país de regimento democrático como o Brasil.































1. Marketing Político
Em campanha eleitoral cada candidato procura convencer o eleitor de que merece seu voto. É um assédio intenso, feito com os recursos mais eficientes do Marketing Político. A propósito esse Marketing é politicamente correto?
Penseum pouco e tire sua conclusão. Procure lembrar-se de um ano em que não tivemos eleições. Você percebeu algum trabalho sério, consistente e continuado de Marketing Político ser desenvolvido em período não eleitoral? Afinal esse é um trabalho que deve ser realizado constantemente para conscientizar a população sobre a importância dos valores e programas que os partidos defendem.
É bem provável quevocê não tenha percebido qualquer iniciativa no gênero. Nem poderia ser diferente. Marketing Político, entre nós é sinônimo de Marketing Eleitoral, uma atividade com objetivos imediatistas de colocar candidatos em posições decisivas do Poder Público.


2. Marketing Político na Espera Pública
A abordagem das aplicações do Marketing Institucional na área política deve ser antecedida de algunsesclarecimentos sobre a expressão do Marketing Político, que é quase sempre empregada como sinônimo de Marketing Eleitoral e relacionada com a disputa de cargos públicos. Alguns especialistas mais esclarecidos ressaltam devidamente essa distinção, alertando que o Marketing Eleitoral constitui, na verdade, um “momento especial no Marketing Político”, quando uma pessoa – o Candidato – que representaum conjunto de idéias ou um grupo social procura obter legitimidade e o direito a um cargo público por meio de obtenção de votos nas urnas.
O Marketing Político é, entretanto, um campo institucional muito mais amplo. Não se restringe à esfera pública, ao setor que gravita em torno do poder público (dos órgãos governamentais). Pode acontecer no seio de uma associação, um sindicato ou uma igreja.Aplica-se assim também aos setores da sociedade que gravitam em torno do poder nas organizações não governamentais (ONGs). Estas podem fundar-se em interesses corporativos, aí enquandrando-se os sindicatos e associações de classe; em interesses patrimoniais, como no caso dos condomínios e consórcios; em interesses sociais (clubes de servir), recreativos (grêmios esportivos).
Para ter acessoao poder público numa sociedade democrática, as forças sociais se organizam em agremiações políticas (Partidos), que buscam assumir o Governo, detendo posições de controle ou comando nos vários centros decisórios do Executivo e do Legislativo.
A Conquista do Poder. A base é o partido, que procura conscientizar a Opinião Pública sobre os seus valores e propagandas de atuação política, por meio deações específicas de marketing que podemos denominar Marketing Partidário.
O Marketing Eleitoral é um conjunto de ações mercadológicas específicas dentro do trabalho de Partido, o momento em que se busca conquistar o número necessário de votos para eleger um candidato ao cargo disputado. O Marketing Eleitoral se insere no mesmo contexto de Marketing Partidário, uma vez que os candidatos...
tracking img