Segurança do trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução.
O ruído é uma das formas de poluição mais freqüentes no meio industrial. No Brasil, a surdez é a segunda maior causa de doença profissional, sendo que o ruído afeta o homem, simultaneamente, nos planos físico, psicológico e social. Pode, com efeito:

• Lesar os órgãos auditivos;

• Perturbar a comunicação;

• Provocar irritação;

• Ser fonte de fadiga;• Diminuir o rendimento do trabalho.

O risco da lesão auditiva aumenta com o nível de pressão sonora e com a duração da exposição, mas depende também das características do ruído, sem falarmos da suscetibilidade individual. Mas para entendermos com o ruído afeta o ser humano é necessário que compreendamos alguns conceitos básicos, os quais são fornecidos a seguir.

Conceitos.

Som

Équalquer oscilação de pressão (no ar, água ou outro meio) que o ouvido humano possa detectar. Quando o som não é desejado, é molesto e incômodo, pode ser chamado de barulho.

Ruído

É um fenômeno físico que, no caso da Acústica, indica uma mistura de sons, cujas freqüências não seguem uma regra precisa.

Faixa Audível

O alcance da audição humana se estende de aproximadamente 20 Hz a20.000 Hz.

Freqüência

É o número de vezes que a oscilação (de pressão) é repetida, na unidade de tempo. Normalmente, é medida em ciclos por segundo ou Hertz (Hz). Por exemplo:

Alta freqüência: são os sons agudos

Baixa Freqüência: são os sons graves

Comprimento de Onda

Conhecendo a velocidade e a freqüência do som, podemos encontrar o seu comprimento de onda, isto é, a distânciafísica no ar entre um pico de onda até o próximo, pois: comprimento de onda = velocidade / freqüência.

Para 20 Hz, o comprimento de onda é de 20 metros.

Dose de Ruído

A dose de ruído é uma variante do ruído equivalente, para o qual o tempo de medição é fixado em 8 horas. A única diferença entre a dose de ruído e o ruído equivalente é que a dose é expressa em percentagem da exposição diáriatolerada.

Ruído Equivalente

Os níveis de ruído industriais e exteriores flutuam ou variam de maneira aleatória com o tempo e o potencial de dano à audição depende não só do seu nível, mas também da sua duração. Para o nível de ruído continuo, torna-se fácil, avaliar o efeito, mas se ele varia com o tempo, deve-se realizar uma dosimetria, de forma que todos os dados de nível de pressãosonora e tempo, possam ser analisados e calculado o nível de ruído equivalente (Leq), que representa um nível de ruído contínuo em dB(A), que possui o mesmo potencial de lesão auditiva que o nível de ruído variável amostrado.A necessidade de se usar um dosímetro de ruído, deve-se à dificuldade de se realizar os cálculos de forma manual.

Tipos de Ruído

O ruído contínuo é o que permaneceestável com variações máximas de 3 a 5 dB(A) durante um longo período.

O ruído intermitente é um ruído com variações, maiores ou menores de intensidade..

O ruído de impacto apresenta picos com duração menor de 1 segundo, a intervalos superiores a 1 segundo.

Limite de Tolerância

Para fins de NR-15, é a concentração ou intensidade máxima ou mínima, relacionada com a natureza e o tempo deexposição do agente, que não causará dano à saúde do trabalhador, durante a sua vida laboral.

Obs.: Os LT’s da NR-15 são para ATÉ 48 horas / semanais

Para ruído intermitente / contínuo, há risco grave e iminente para exposições, sem proteção, a 115 dB(A).

Para ruído de impacto, há risco grave e iminente, para exposições iguais ou superiores a 140 dB(Linear) ou 130 dB(Fast).

Tabela 1:Limites de tolerância

|Tipos de Ruído |Limite de Tolerância |
| |(NR-15) |
|Ruído Contínuo / Intermitente |85 dB(A) para 8 horas de exposição |
|Ruído de Impacto |LT = 130 dB(linear) / dB, ccto linear e |
|...
tracking img