Segundo reinado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3050 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução



O Segundo Reinado é a fase da História do Brasil que corresponde ao governo de D. Pedro II. Teve início em 23 de julho de 1840, com a mudança na Constituição que declarou Pedro de Alcântara maior de idade com 14 anos e, portanto, apto para assumir o governo. O 2º Reinado terminou em 15 de novembro de 1889, com a Proclamação da República.

O segundo reinado foi uma época degrande progresso cultural e industrial, com o crescimento e a consolidação da nação brasileira como um país independente, e como importante membro entre as nações americanas.

A crise que levou ao fim do Império, no Brasil, foi decorrente de vários fatores sociais e econômicos.

O abolicionismo, e a libertação dos escravos, fizeram o governo perder apoio dos fazendeiros. Além disso,alguns problemas envolvendo a Igreja Católica abalaram as relações entre esta instituição e o imperador.

O movimento para instalar o regime republicano, no Brasil, ganhava cada vez mais força, inspirado em países vizinhos. O regime imperial passou a ser considerado ultrapassado.

O exército adquiriu muito prestígio depois da Guerra do Paraguai, e exigia maior participaçãonas decisões políticas. E foi o maior responsável pela mudança de regime.

Em 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos, destituiu o Conselho de Ministros e seu presidente. No final do dia, Deodoro da Fonseca assinou o manifesto proclamando a República no Brasil e instalando um governo provisório.

No dia 18 de novembro, DonPedro II e a família imperial brasileira viajaram para a Europa. Era o começo da República Brasileira com o Marechal Deodoro da Fonseca assumindo, de forma provisória, o cargo de presidente do Brasil.














Segundo Reinado



Segundo Reinado foi o período em que o Brasil foi governado por D. Pedro II, de 1840 a 1889. Don Pedro ll tinha apenas cinco anos quando herdou oBrasil.

A Constituição de 1824 previa que, na hipótese de não haver um descendente real apto a governar o Império, o Brasil seria comandado por uma regência de três autoridades.

A regência trina provisória foi criada em 17 de julho de 1831, constituída pelo liberal Senador Campos Vergueiro, pelo conservador José Joaquim Carneiro de Campos e o militar General Francisco de Lima e Silva, oChico Regência. Eles seriam responsáveis por escolher a regência trina permanente.
Os eleitos foram Bráulio Muniz, Costa Carvalho, e o próprio General Chico Regência. Eles governaram o país por três anos. Nesse ínterim o Ministro da Justiça Padre Diogo Feijó conseguiu influência política suficiente para, em 1834, criar o Ato Adicional, que fazia da Regência Trina uma Regência Una - ou seja, um sóregente. Ele foi eleito como Regente Uno em eleições democráticas.
O Regente Feijó se mostrou democrático e de certa forma, federalista, pois criou Assembléias Legislativas provinciais, para dar maior autonomia às províncias brasileiras - descentralização
Mas ele não conseguiu controlar as revoltas populares, e foi afastado. Em seu lugar ficou Pedro de Araújo Lima, marquês de Olinda, umpolítico mais centralizador e menos liberal.
Foi em sua regência que o golpe da Maioridade foi dado. Declarou Pedro de Alcântara maior de idade com 14 anos e, portanto, apto para assumir o governo.
O governo de D. Pedro II, que durou 49 anos, foi marcado por muitas mudanças sociais, política e econômicas no Brasil.
A política no Segundo Reinado foi marcada pela disputa entre o PartidoLiberal e o Conservador.
Dom Pedro II conseguiu criar uma máquina eficiente para direção do Brasil, baseada na troca de favores, fato este que pode ser considerado admissível na política, mas que fez a Monarquia durar somente enquanto o apoio da sua elite econômica durou. Como a elite agrária detinha o poder do Brasil no século XIX, Dom Pedro II sempre governou aliando-se a eles, realizando...
tracking img