Segredos dos teste de desenhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1171 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
por Robin Groody (robingroody@hotmail.com)
COLEÇÃO:
Segredos
dos Testes Psicológicos
NESSE VOLUME:
Teste de Desenhos
(pessoa, pessoa na chuva, família, árvore e casa)
Versão 2 – Novembro de 2003 – livre reprodução e distribuição

SUMÁRIO
1 APRESENTAÇÃO ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO.
2 CARACTERÍSTICAS COMUNS A TODOS OS TESTES 5
3 DESENHO DA FIGURA HUMANA 5
3.1 APRESENTAÇÃO 5
3.2SIGNIFICADO DAS CARACTERÍSTICAS DO DESENHO 5
4 DESENHO DA PESSOA NA CHUVA 5
4.1 APRESENTAÇÃO 5
4.2 DICAS 5
5 DESENHO DA FAMÍLIA 5
5.1 APRESENTAÇÃO 5
5.2 DICAS 5
6 DESENHO DA ÁRVORE 5
6.1 APRESENTAÇÃO 5
6.2 SIGNIFICADO DAS CARACTERÍSTICAS DO DESENHO 5


PREFÁCIO
Antes de continuar a leitura desse documento, por favor leia, entenda e aceite os itens abaixo:
• Esse trabalho é o resultadodo esforço individual de uma pessoa que não tem nenhuma formação acadêmica ou experiência profissional em psicologia. Portanto, apesar do meu esforço, há grande possibilidade de haver erros. A única garantia (que não garante nada) é a promessa de que me dediquei ao máximo para fazer esse documento o mais perfeito possível.
• Agradecimentos, elogios, críticas construtivas, reclamações, dúvidas e,principalmente, segredos sobre os testes psicológicos, são sempre muito bem-vindos.
• Ameaças, protestos e até mesmo solicitações educadas contra mim ou contra esse material são inúteis. Não perca seu tempo tentando argumentar ideologias. Existem diversas razões que me levaram a divulgar esse material. Essas razões serão apresentadas em um documento específico, assim que eu tiver condições defazê-lo. O que eu tinha para perder, já perdi. Não tenho mais o que temer. Pegue sua indignação, seu tempo e seu dinheiro, vá direto ao judiciário e faça valer o que você acredita ser direito seu ou de terceiros.
• Apesar desse material tratar de um assunto de uso restrito de psicólogos, o seu conhecimento e/ou divulgação não constitui nenhuma ilegalidade quando executadas por pessoas não formadas empsicologia. As punições existentes se referem unicamente ao exercício da profissão de psicólogo.
• Esse material também não viola nenhuma patente registrada nem qualquer direito autoral.
• Caso eu esteja enganado quanto aos dois últimos itens acima, ou seja, caso esse material seja proibido ou viole algum direito de terceiros, lamento informar que o endereço eletrônico que distribui essedocumento se encontra num servidor nos Estados Unidos da América, não podendo ser afetado por quaisquer disposições legais brasileiras. E ainda assim, há uma centena de outros países nos quais poderei abrigar e distribuir essas informações livremente, sem nenhum controle governamental, caso venha a ser importunado onde estou atualmente.
• Ao tomar conhecimento da mecânica dos testes aqui apresentados,tenha consciência que a interpretação das suas respostas será, para sempre, adulterada. Os resultados colhidos pelos psicólogos nunca mais revelarão a verdade sobre você (na minha teoria eles também não revelavam a verdade antes). Isso é extremamente vantajoso e interessante contra psicólogos recrutadores (se você chegou até esse documento, suponho que seja essa a sua intenção). Mas, por outrolado, arrasa o trabalho dos psicólogos terapeutas caso você venha procurar esses serviços algum dia.
• Não acredite em lendas do tipo “os psicólogos têm como saber se você está mentido”, “os psicólogos ficarão desconfiados com respostas muito perfeitas”, “os psicólogos irão confirmar ou desmentir o resultado do teste com entrevistas ou outros testes”, etc. Se isso fosse verdade, os psicólogos nãofariam esse alerta; mas ficariam quietos para identificar facilmente os candidatos mal intencionados. Realmente existem alguns poucos testes, do tipo questionário, que podem identificar algumas mentiras, mas a armadilha é facilmente contornável. Ela se baseia em perguntas sobre erros que todos os seres humanos cometem e cuja resposta não é agradável de dar. Exemplos: “Você já mentiu?”, “Você já...
tracking img