Sedentarismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3432 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
  |
  
Buscando o Lazer do Homem: alternativa necessária para uma boa qualidade de vida Thiago Lima Silva
A velocidade das informações, a concorrência por um “lugar ao Sol”, não permite a paralisação do indivíduo, ao contrário acirra as disputas. Há pessoas que não se permitem praticar o ócio na suaverdadeira essência, acham que vão ficar para trás, concordando com a idéia cristã, hoje neoliberal, de que “primeiro a obrigação depois a devoção” ou “tempo é dinheiro”. Em sentido diametralmente oposto, o lazer recarrega as energias, contribui para a melhoria da saúde física e mental, predispõe o homem não só ao trabalho, mas contribui para a melhoria da qualidade de vida e todos os seus aspectos.RESUMOO lazer é a busca do prazer, do tempo livre de obrigações, buscando-o podemos encontrá-lo ou não. É quando estamos livres para optarmos por fazer ou não atividades como praticar esportes, assistir a um show, contemplar a natureza, olhar o pôr do sol, ou seja, utilizar o tempo livre de várias maneiras. Apesar de sabermos disso, atualmente, muitas pessoas ainda não sabem administrar esse tempo,outros antigamente, viviam em função deste tempo “desocupado”.  Observamos, então, que  cada sociedade tem sua concepção de lazer além dos benefícios que esta atividade nos oferece e as conseqüências da sua má utilização .PALAVRAS CHAVE: Prazer, ócio, lazer, tempo, Turismo.INTRODUÇÃOA palavra lazer em sua origem etimológica aparece na língua francesa no século XIII, onde loisir tem como origem nolatim licere, significando, permissão. Como podemos notar, inicialmente a palavra não tinha um significado muito claro, dando a entender um sentido de liberdade, ausência de regras. “Atividades de lazer:  são atividades realizadas no tempo livre de cada um de nos e que possui  o livre – arbítrio, ou seja, também são denominadas de atividades discricionais. Essa denominação é utilizada principalmentepelo fato de que tais atividades não trazem, em si, qualquer sentido de obrigatoriedade ou uma relativa restrição. As outras atividades a que somos compelidos pela sociedade ou por elas reguladas, não são atividades de lazer”. (SANTINI,1993). Como disse CAMARGO – em toda escolha de lazer, existe o principio da busca do prazer – por mais que se comece com esforço para a obtenção do momentoagradável e realizado no final do lazer. Muitos confundem lazer e prazer, já que são palavras que se assemelham no significado. Mas como exemplo, podemos observar numa partida de futebol, que a maioria que assiste ao jogo estão desfrutando o lazer, mas só um grupo obterá realização total do lazer, aquele que verá seu time ganhar. Aqueles que presenciaram a perda do jogo desfrutou o lazer, mas não demaneira prazerosa.

O homem sempre buscou o tempo dos não fazeres obrigatórios, às vezes, este tempo de ócio era usufruído de forma, contemplativa e recreativa, junto com o trabalho e nos tempos atuais um lazer programado com o surgimento da atividade turística. Este último pode valorar ou não a pratica do lazer de forma prazerosa, já que o turista segue um roteiro recreativo.
Conforme osfundamentos antropológicos sobre eras passadas a relação homem e lazer são quase inconclusa, em escala universal, o homem no período diurno, durante a labuta apresentava sinais de comunicação, troca de palavras, algumas brincadeiras leves; já a noite realizava exercícios sexuais. É deduzido que o homem neste passado poderia ter realizado o seu lazer naturalmente, por mais que tanto se diz que as sociedadesprimitivas eram animalizadas.A CONTRAPOSIÇÃO ENTRE ÓCIO E NEGÓCIOEm Roma, o ócio passa a ser apenas uma conseqüência necessária em decorrência do  trabalho. Começa, então, a existir o tempo para o ócio e o negócio (negação do ócio).  O homem agora se ocupa em diversas atividades como atividades militares, comércio, Estado. Encontra o tempo de descanso e se diverte para a preservação das...
tracking img