Sec. xix

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1223 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1.No séc XIX o progresso técnico transformou as maquinarias em estruturas complexas e a grande concorrência obrigava a uma actualização permanente das tecnologias de fabrico fazendo com que se desse uma grande importância à ciência e à técnica.

Assim, para vencer à concorrência e conquistar o mercado, as grandes empresas investiram muito na investigação originando os progressos cumulativos(progressos resultantes da ciência com a técnica).

No sector da siderúrgica desenvolveram-se as máquinas, carris, locomotivas e conversores capazes de transformar ferro em aço contribuindo assim para a industria pesada (industrias químicas incluídas) e para a produção de bens de consumo. A industria tintureira também evoluiu muito com os materiais corantes.

Nas ultimas décadas do séculodesenvolveram o petróleo e a electricidade, podendo assim usar electricidade na iluminação, em carros eléctricos (metropolitano por exemplo).

Tudo isto originou uma necessidade de transporte de matérias-primas e produtos acabados. Assim, criaram a máquina a vapor (comboios, navios, balões). Criaram também os automóveis (em 1880).



2. Devido à maior concorrência, os empresários viam-seobrigados a produzir com mais qualidade e de forma mais barata para que o seu produto fosse o mais querido, assim rentabilizaram todos os seus recursos materiais e humanos.

Com isto, criaou-se o método “TAYLORISMO” , publicado por F. W. Taylor onde se expunha com precisão o método para o melhoramento do rendimento da fabrica. O objectivo deste metodo era dividir ao maximo o trabalho. Isto é. Otrabalho era selecionado em pequenas fases em que cada operário executava apenas uma tarefa, no minimo de tempo possível, criando em conjunto uma cadeia de produção.

Como forma de compensar a dureza do trabalho, Ford, aumentou o salario de todos.



3. As crises cíclicas fizeram retrair os negócios e provocaram falênciasque duravam de 6 a 10 anos, isto tudo, devido ao excesso de investimento ede produção industrial, às crises de superprodução resultantes da dinâmica capitalista que incitivou ao investimento constante e ao crescimento continuo da produção e lucros. Assim, sempre que a procura se sobrepunha à oferta, os preços sobiam dando-se uma instalaçao/ampliaçao das industrias obrigando estas a recorrer ao crédito. A tendência ira inverter-se por falta de previsão financeira(superprodução, baixos preços, suspenden-se pagamentos aos bancos, desemprego faz diminuir o consumo)



4. A regeneração: Com o golpe de estado de 1851 originou-se um movimento politico e social (a politica do liberalismo) que pretendia conciliar as facções do liberalismo e conciliar os interesses da alta burguesia com os das camadas rurais e da pequena/media burguesia. Como tal, houve uma revisãoda Carta Constitucional, assegurou-se o rotativismo partidário e promoveram-se reformas económicas com o poder de lançarem o pais no progresso material. Com a regeneração, deu-se um desenvolvimento dos transportes e meios de comunicação, infra-estruturas e da modernização; o primeiro troço de via-ferrea foi inaugurado; construiram pontes e portos, criaram telegrafo e do telefone; o automóvel e ocarro eléctrico também apareceram em Portugal;

Isto originou a criação de um mercado nacional único, possibilitando a quebra do isolamento das regiões unicamente abastecidas pelos mercados locais. As estradas e os caminhos de ferro relacionaram os vários interiores entre si e com o litoral, garantindo-lhes um abastecimento uniforme. Deste modo esperava-se o fomento das actividades económicaspara as quais se libertariam os capitais e mão de obra. Aos transportes coube o alargamento das relações internacionais. Livre cambismo: em 1852 foi publicada uma nova pauta alfandegaria que visava uma maior liberalização do comercio, que decretouna descida das taxas alfandegarias sobre as importações. As exposições internacionais/universais permitiam a actualização cientifica e tecnológica e...
tracking img