Santo antonio do pinhal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1987 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE BILAC
Historia do Vale do Paraíba
COMPONENTES DO GRUPO (ordem alfabética)





Cidade de Santo Antonio do Pinhal












Trabalho apresentado como requisito de aprendizagem
para a disciplinaHistoria do vale do Paraiba do curso de Administração de Empresas
da Faculdade Bilac.

Orientador: Profº Msc. Luiz Laerte Soares.







SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – SP2012











INTRODUÇÃO


Uma cidadezinha de aproximadamente 8 mil habitantes e a 160 km de São Paulo (capital) que ainda permanece inatingida pelo modismo comercial das cidades da Serra da Mantiqueira.Sua principal característica é a natureza,ar puro e atranqüilidade,pois o índice de criminalidade nos seis últimos anos chega a zero,possui valores bem acessíveis,conforto,rico artesanato,sem contar com sua famosa gastronomia regional e suas pousadas são consideradas entre as melhores do Estado de São Paulo.Santo Antonio do Pinhal é também procurada por suas fontes de Águas medicinais,água fracamente radioativa muito pura e de agradável sabor.A fonte maisprocurada é a de Santo Antonio no centro da cidade,que tem por lenda que aquele que bebe dessa água encontrara seu par amoroso.
A cidade tem como padroeiro santo Antonio, um santo de grande devoção dos brasileiros. Com sua imponente igreja matriz fundada em 1836 quando a cidade ainda era um vilarejo no quais os tropeiros que vinham de Minas Gerais paravam para descansar durante seu percurso.Contam os antigos que, no local onde hoje é a igreja matriz, existia um rancho de tropeiros que após ter se incendiado sobrou apenas à intacta imagem de Santo Antonio.























Santo Antônio do Pinhal
- HISTORIA
Após índios e bandeirantes, ouro e escravos, no Sertão do Alto do Sapucaí Mirim em 1785 foi concedida a primeira sesmaria da região pela Capitaniade São Paulo. Um conflito se instalou por muitos anos, por causa da disputa da divisa entre as Capitanias de São Paulo (1714) e Minas Gerais (1720). Sertão do alto da Serra para os paulistas que não aceitavam a divisa, e para os mineiros, seria no alto da Serra da Mantiqueira, região denominada Sertão de Camanducaia. Em 1809, foi aberto um caminho pelos mineiros em terras habitadas pelos paulistasda Vila de Pindamonhangaba que já possuíam sesmarias na região, mas logo foi fechado pelo então Capitão Mor Ignácio Marcondes do Amaral.
Após um acordo amigável em 1811, ficou combinado que continuaria aberta a estrada com uma guarda mantida por São Paulo no lugar denominado sertão em terras de Claro Monteiro do Amaral, cerca de 10 km acima de Sapucaí Mirim.
Na região onde existe hoje a cidadede Sapucaí Mirim, estabeleceram-se diversos moradores sob a proteção do Capitão Manoel Furquim de Almeida, representante de Minas. Essas terras eram reclamadas pelo paulista Inácio Caetano Vieira de Carvalho, antigo sesmeiro, que conseguiu reavê-las em 1813 com ntervenção da câmara de Pindamonhangaba a seu favor.
Em abril do ano seguinte, houve um contra movimento por parte de Minas retirando aguarda do local combinado e, em julho foi instalado um quartel no alto da Serra da Mantiqueira. Em 31 de agosto do mesmo ano, a Câmara de Pindamonhangaba obrigou os mineiros a retirarem o quartel, que ficou abandonado até novembro quando foi queimado pelas autoridades de Pindamonhangaba. A denominação “Quartel Queimado” figura nos documentos de 1847 e no mapa de Minas de 1855. Com a abertura...
tracking img