Saneamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1011 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
entoRADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO Carlos A. M. Gottschall
•Arco C •Monitores •Intensificador de Imagem •Tubo de Raios X •Câmara de filmagem
CAMG - IC/ FUC

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
RX

•RX não são detectados por nenhum dos cinco sentidos que possuímos •Os RX são produzidos pela transformação de energia cinética de elétrons originados do cátodo em aumento detemperatura no ânodo (99%) e fótons de raios X (1%) •Operando a 70 kV quase todos os elétrons atingem o alvo com uma energia cinética de 70 ke V
CAMG - IC/ FUC

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
PROPRIEDADES DOS RX → RX são ondas eletromagnéticas; → Sua origem é fora do núcleo (eletrosfera); → Sua produção não é de origem radioativa; → É radiação ionizante; → Interagindo com matéria,espalha radiação; → Possui grande poder de penetração; → Enegrece chapa radiográfica.
CAMG - IC/ FUC

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
PRODUÇÃO DOS RX
(Tungstênio, Molibdênio)

Corrente de tubo: 300 mA

Corrente de elétrons (ponto focal: resolução)

Corrente de filamento 5 A
CAMG - IC/ FUC

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
PRODUÇÃO DOS RX

CAMG - IC/ FUC

RADIAÇÃOIONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO

EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL (DOSES): Médicos, enfermeiros, técnicos

100 mrem = 1 mSv 100 mrad = 1 mGy
Exposição X

Dose Efetiva

Dose Absorvida

Exposição X
CAMG - IC/ FUC

O que pode acontecer se for utilizado um equipamento de cinefluoroscopia não controlado nem calibrado ? Radiodermite Câncer Leucemia Lesão ocular Esterilidade
1928 – Proteção segundodecisão do 2º Congresso Internacional de Radiologia surge o COMITÊ INTERNACIONAL DE PROTEÇÃO AOS RAIOS-X E RÁDIO 1950 - Estrutura-se a COMISSÃO INTERNACIONAL DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA (ICRP) 1988 - CNEN-NE 3.01 - Diretrizes Básicas de Proteção Radiológica 1998 - Portaria 453/98-MS
CAMG - IC/ FUC

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
PROTEÇÃORADIOLÓGICA

“ Conjunto de medidas que visam proteger o homem, seus descendentes e seu meio ambiente contra possíveis efeitos indevidos causados pela radiação ionizante.” PORTARIA 453/98-MS

CAMG - IC/ FUC

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA
REGRAS BÁSICAS DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA Blindagem

Tempo CONHECIMENTO Distância

Qualidade

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
MONITORAÇÃO

CAMG - IC/ FUC RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
PADRONIZAÇÃO DA TÉCNICA DE CATETERISMO
1.Utilize sempre que possível fluoroscopia pulsada 2. Use sempre o colimador, utilizando sempre o menor campo de irradiação possível 3. O tubo de Raios - X deve estar posicionado sempre embaixo da mesa de procedimento 4. Diminua a distância do intensificador ao paciente 5. Aproveite a última imagem no monitorque esta disponível em muitos equipamentos para obter informações sobre a localização das estruturas 6. Nas projeções laterais e oblíquas, procure que o tubo de Raios X aponte para o lado contrário ao do operador, avalie a possibilidade de trabalhar posicionando-se do outro lado da mesa 7. Utilize o sistema de alto nível quando realmente necessitar de imagem com maior resolução 8. Posicione-se tãolonge quanto possível do tubo de RX e do paciente 9. Utilize sempre EPI’s plumbíferos 10. Utilize sempre que possível biombo móvel 11. No momento da filmagem sensibilize a menor quantidade de filme possível, pois 75% da dose ionizante da equipe e do paciente é gerada nesse momento 12. DOSÍMETRO: Pessoal, de leitura indireta, troca mensal, colocar na região mais exposta do tronco, sobre o aventalplumbífero, armazenar junto ao dosímetro padrão, específico para a atividade designada Em duas simulações de um procedimento de cateterismo cardíaco, uma sem a utilização das regras e outra utilizando-as, verifica-se que as doses efetivas recebidas pelo examinador mais próximo são 95% menores

CAMG - IC/ FUC

RADIAÇÃO IONIZANTE PRINCÍPIOS E PROTEÇÃO
LIMITAÇÃO DE DOSE INDIVIDUAL
APLICAÇÃO...
tracking img