Salmos 126

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1407 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O cativeiro Babilônico durou 70 anos
Para tudo a um tempo!
»ECLESIASTES 3.1 Tudo tem a o seu tempo, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.
2 Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;

»SALMOS [126]
1 Quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, éramos como os que estão sonhando.
2 Então a nossa boca se encheu deriso e a nossa língua de cânticos. Então se dizia entre as nações: Grandes coisas fez o Senhor por eles.
3 Sim, grandes coisas fez o Senhor por nós, e por isso estamos alegres.
4 Faze regressar os nossos cativos, Senhor, como as correntes no sul(Neguebe).
5 Os que semeiam em lágrimas, com cânticos de júbilo segarão.
6 Aquele que sai chorando, levando a semente para semear, voltará com cânticosde júbilo, trazendo consigo os seus molhos.

Davi não acreditava no que Deus tinha feito com ele
I Samuel 24.14 Após quem saiu o rei de Israel? a quem persegues tu? A um [cão morto], a uma pulga!
II Samuel 7.18 Então entrou o rei Davi, e sentou-se perante o Senhor, e disse: Quem sou eu, Senhor Jeová, e que é a minha casa, para me teres trazido até aqui?

»SALMOS 137. 1 Junto aos rios deBabilônia, ali nos assentamos e nos pusemos a chorar, recordando-nos de Sião.2 Nos salgueiros que há no meio dela penduramos as nossas harpas,

(Davi) Salmo 9.9 O Senhor é também um [alto] refúgio para o oprimido, um [alto] refúgio em tempos de angústia.

Salmo 121.1 Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro? 2 O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.

“Ainda deriso te encherá a boca, e os teus lábios de louvor”. Jó 8.21

“Eis que faço uma coisa nova; agora está saindo à luz; porventura não a percebeis? eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo”. Is 43.19

“E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido”. Gl 6.9

A primeira deportação teve início em 598 a.C.. Jerusalém é sítiada e o jovemJoaquim, Rei de Judá, rende-se voluntariamente.

cativeiro "em Babilónia" terminou no primeiro ano de reinado de Ciro II (538 a.C./537 a.C.) após a conquista persa da cidade de Babilónia (539 a.C.). Em consequência do Decreto de Ciro, os judeus exilados foram autorizados a regressar à terra de Judá, em particular a Jerusalém, para reconstruir o Templo.

Quando o povo judeu (israelitas) regressouà terra de Judá, encontrou uma mescla de povos – os samaritanos – que praticava uma religião com alguns pontos comuns com a religião do Antigo Israel. As hostilidades cresceram entre os judeus que regressavam e os samaritanos, uma divisão religiosa que permanece.

Conquista pelos Estrangeiros
Em 721 a.C., o reino de Israel foi conquistado pelos assírios e aproximadamente duzentos anos depois oreino de Judá foi conquistado pelos babilônios, com isso oshebreus viraram escravos – período que ficou conhecido como Cativeiro da Babilônia.
Diáspora
O Cativeiro da Babilônia acabou em 539 a.C., quando Ciro, imperador persa conquistou a Babilônia libertou os judeus, que retornaram a Palestina e reconstruíram o templo de Jerusalém, que havia sido destruído por Nabucodonosor. Em 332 a.C. ospersas foram derrotados por Alexandre, o Grande, e os macedônios e gregos passaram a dominar a Palestina, seguido pelo domínio romano, a partir de 63 a.C.. Após a contenção da revolta judaica iniciada em meados da década de 60 d.C., e a destruição de Jerusalém em 70 d.C., os judeus se dispersaram pelo mundo - foi o início da Diáspora Judaica.

Neguebe

Deserto do Neguebe: localizado no extremo sulda palestina, um lugar muito seco, um dos mais baixos da região. Cercado por cordilheiras, o deserto do Neguebe é uma densa extensão de terra, a principio improdutiva, ate que as torrentes de agua produzida pela chuva serôdia que cai abundantemente na região, por um longo período de tempo, invade o deserto trazendo grande inundação e transformando a terra árida em um rio que brota vida. Quando...
tracking img