Saga do cafe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3343 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Saga do Café


[pic]

















Bebida que fez história no país enfrenta modernidade e concorrência – Suelli Mello
Histórias não faltam acerca das origens do café. Conta-se que seus frutos avermelhados foram descobertos por volta do ano 800, na Abissínia (hoje Etiópia, na África), por um pastor que ficou impressionado ao ver suas cabras saltitantes depois decomê-los. Ele decidiu experimentá-los e também se sentiu animado e bem-disposto. A "novidade", porém, demorou a se espalhar.

Foi somente cerca de 600 anos mais tarde, em meados do século 15, que o café chegou até os árabes, que se encantaram com o sabor e os efeitos da bebida. Segundo uma lenda persa, entretanto, o profeta Maomé, que viveu na Arábia entre os séculos 6º e 7º, já teria experimentado abebida, oferecida pelo anjo Gabriel. E, após saboreá-la, ele teria declarado que se sentia "capaz de enfrentar quarenta cavaleiros e de possuir cinqüenta mulheres". Seja como for, o fato é que, por muito tempo, os árabes tentaram guardar para si o precioso segredo, permitindo a exportação apenas de frutos fervidos, para evitar que germinassem em outras terras. Mas não adiantou. Os holandesesconseguiram contrabandear alguns frutos frescos e, já a partir de 1690, cultivavam cafezais em suas colônias asiáticas (Java, Ceilão - hoje Sri Lanka - e Sumatra) e, posteriormente, nas Antilhas Holandesas, na América Central. No continente sul-americano, as primeiras mudas foram plantadas na Guiana Holandesa (atual Suriname), em 1718.

Na Europa, à medida que se tornava conhecido, o café foi alvo depaixões e ódios. Na Inglaterra, as mulheres, enciumadas dos maridos que o consumiam nas elegantes coffee houses, chegaram a fazer um manifesto para que fosse proibido pela Igreja. Na Itália, muitos cristãos reivindicavam que o papa Clemente VIII o condenasse. Ao prová-lo, porém, o pontífice teria declarado: "Seria um pecado deixar tamanha delícia somente para os infiéis". E foi assim, abençoada,que a bebida ganhou o mundo.

Berço esplêndido

No Brasil, o café chegou pela região norte, por Belém, em 1727, trazido pelo sargento-mor Francisco de Melo Palheta, numa ação que alguns interpretam como patriótica, outros como romântica, mas que hoje seria considerada biopirataria. O militar foi enviado a Caiena, capital da Guiana Francesa, onde a planta já era explorada comercialmente, apretexto de resolver questões de fronteira, mas na realidade sua missão era conseguir algumas mudas. Como a venda de café a estrangeiros havia sido proibida por Claude d'Orvilliers, o governador da província, para alcançar seu intento Palheta decidiu aproximar-se da esposa do mandatário e conquistar-lhe a confiança. Suas artimanhas surtiram efeito: a dama o presenteou com sementes e cinco pequenas mudasde café, que ele trouxe escondidas na bagagem.

Por sorte, as plantas vingaram, e a cultura se disseminou pelo Pará, embora o clima da região não fosse dos mais propícios a essa lavoura. De lá, o café foi levado por viajantes e mascates para o nordeste, atravessando Maranhão, Ceará, Pernambuco, Bahia, até chegar, em 1760, ao Rio de Janeiro. Foi somente no final do século 18 que o cultivoatingiu São Paulo, pelo vale do Paraíba. Dali se expandiu até alcançar Minas Gerais e, posteriormente, o Paraná. Na região sudeste, além de condições climáticas e solo mais adequados, a existência de recursos então subutilizados nas áreas mineradoras decadentes e nas lavouras tradicionais facilitou a implantação da cafeicultura. Com isso, já em meados do século 19, a produção das terras fluminenses e dovale do Paraíba fazia do país o maior produtor mundial, posição que ocupa até hoje.

No Brasil, o café é uma espécie exótica, ou seja, não faz parte do ambiente natural, e por isso mesmo pode ser um fator de desequilíbrio de ecossistemas. Na época de sua chegada, porém, ninguém dava muita importância a questões ambientais, e o resultado foi devastador, não tanto devido a seu exotismo, mas...
tracking img