Sabesp sustentabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2648 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FERNANDA KAREN PEREIRA SALES RA: 5672716

SABESP
PURA- Programa de uso racional da água

Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU
São Paulo – 2010
FERNANDA KAREN PEREIRA SALES RA:5672716

SABESP
PURA- Programa de uso racional da água

Projeto Integrado apresentado ao curso de
Administração do Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas − FMU como requisito inicial paraa elaboração e apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso.

Faculdades Metropolitanas Unidas - FMU
São Paulo – 2010
SUMÁRIO

1. Introdução 5
Racionamento da água
2. Soluções Ambientais 7
2. PURA- Programa de uso Racional da Agua8
Vantagens do PURA
Oque é o PURA
3. Objetivos 10
Beneficios
4. Ações 12
Equipamentos Economizadores
Vazamentos
5. Considerações Finais 16
6. Bibliografia 17
7. Anexos 18

RESUMO

O Objetivo deste Trabalho é transpassar para as pessoas o uso racional da água e concientiza-las que não é apenas durante o periodo deracionalização que devemos poupar água, que devemos fazer isso todos os dias.

PALAVRAS CHAVE: água; conscientização; mídia alternativa; publicidade.

INTRODUÇÃO

O Programa de uso racional de agua é um processo duradouro que tem por objetivo promover campanhas educativas e concientizadoras que contribuam para que se torne viáveis meios a favor da sustentabilidade social para a população,tornando-as mais proativas, e mostrando equipamentos que utilizam baixa porcentagem de agua em vista do que temos em casa a grande maioria de nós .Utilizar a água de forma mais racional não é somente uma questão de sobrevivência das empresas, mas de toda a humanidade. A preservação do meio ambiente é um imperativo global. A sociedade através de ONGs, a mídia, governo, investidores e outras partesinteressadas vêm exigindo cada vez mais das empresas do setor público e privado uma postura séria diante do problema.

Racionamento da Agua

O Brasil dem 11,6% de água docesuperficial do mundo, sendo que 70% de águas disponiveis para uso então na região Amazônica, os 30% restantes distribuem-se desigualmente pelo país para atender 93% da população(FONTE: DNAEE 1992).
A população mundial vemcrescendo exponencialmente, e a quantidade de água continua a mesma , e em meados da década de 50 o consumo de água praticamente triplicou. No Brasil mais de 90% dos esgotos domésticos e 70% dos efluentes industriais não tratados são lançados dos corpos d’agua, e fora esses problemas ainda tem o desperdicio na distribuição de água no país , que cerca de 39,9% de água é desperdiçado em vazamentossubterraneos ou em ligações clandestinas.
Com Base nestas pesquisas sobre o Racionamento da água foi se criado um Periodo de racionalização em épocas que não há muita quantidade de chuvas e que dificulta o abastecimento das represas , porem muitas empresas e lugares de baixo saneamento , continuaram a descartar seus esgotos em rios e lagos , então foi se criada uma lei que definirá critérios pararacionamento de água no Brasil. Segundo o art. 21 do projeto de lei encaminhado ao Congresso, dispondo sobre o sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, nos casos de insuficiência de água para atendimento da demanda outorgada em corpo hídrico (rios, lagos etc.) de domínio da União, inclusive para diluição de efluentes líquidos em concentrações aceitáveis, e para dirimir ou prevenirconflitos entre usuários de água, o governo poderá declarar, em regime de racionamento, o corpo hídrico ou todos os corpos hídricos formadores de uma bacia hidrográfica, tais como rios, riachos, lagoas, lagos etc. Segundo o Projeto , caso não ocorra o critério de racionamento instituído, o poder outorgante dará compensação financeira aos usuários atingidos pelo racionamento, mediante cobrança a...
tracking img