Rvcc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4517 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A minha história de Vida de:










Programa Novas Oportunidades


Nível Secundário













Agradecimentos





A todos aqueles por onde passei, na recolha de dados bibliográficos, que sempre foram prestáveis, disponibilizando toda a sua atenção.














ÍNDICE

Introdução


1.Introdução

O reconhecer, validar e certificar competências-chave da população adulta é um processo inovador que decorre essencialmente das estratégias de aprendizagem e formação ao longo da vida.

Não se trata apenas, de traduzir aprendizagens e saberes mais ou menos formalizados ao longo de uma determinada trajectória escolar, mas também, de partir, das trajectórias de vida de indivíduosadultos para extrair de modo contextualizado e especializado as soluções de acção utilizadas nas mais diversas situações dos seus percursos e contextos. É este o entendimento e a pertinência de um referencial de competências chave.

Neste sentido, assume particular importância a definição clara de dois conceitos: o de competência e o de competências-chave. Entende-se a competência como uma“combinatória de capacidades, conhecimentos, aptidões e atitudes apropriadas a situações específicas, requerendo também ‘a disposição para’ e ‘o saber como’ aprender” (Comissão Europeia, 2004b).

E neste mesmo sentido, mas de modo mais concreto e circunscrito, a definição de competências-chave é a de “um conjunto articulado, transferível e multifuncional, de conhecimentos, capacidades e atitudesindispensáveis à realização e desenvolvimento individuais, à inclusão social e ao emprego.” (Comissão Europeia,2004b).

Estas podem ser adquiridas tanto em percursos formais de escolarização obrigatória, como podem constituir-se como fundamentos para novas aprendizagens e processos de aquisição de competências.[1]





















I – Identificação

Com 36 semanas de gestaçãominha mãe teve que voltar de propósito da Bélgica para o pais Natal (Portugal), devido a estarmos a residir ilegalmente nesse mesmo país, não tento os documentos necessários para lá viver e eu poder nascer. Então no dia 28 de Janeiro de 1979, já na cidade de Fafe, em pleno Hospital local nasci, para a alegria dos meus pais, e irmãos, sendo uma alegria ainda maior pois a uns anos antes tinhafalecido uma irmãzinha com 3 meses de vida.
Durante os meus primeiros 2 anos de vida, residi em Bruxelas, Bélgica, juntamente com a minha família, voltamos após esse tempo de lá por muita pena minha, pois é uma capital bastante desenvolvida, onde está o parlamento europeu, onde se tomam decisões importantes que influenciam toda a Europa, por consequência influenciando o mundo. Fui para Fafe, distrito deBraga, onde me mantive até aos 17 anos, nos quais frequentei a Escola Primária de São Gens, de 1986 a 1990, onde passei a melhor fase da minha infância pois ainda não tinha responsabilidades financeiras, mas mesmo assim com a pouca idade que tinha, já tinha responsabilidades perante os meus pais, pois quando vinha da escola tinha que concluir os deveres da escola e depois tinha que ir á lenha, aomato e á erva pois tínhamos criação de gado bovino, suíno, caprinos, galinhas e coelhos. Na escola aprendi vários jogos didácticos como o pião, macaca, berlinde, troca de calendários, lencinho, entre outros. De 1990 a 1992 frequentei a escola preparatória de Fafe onde tive bom aproveitamento no 5º e 6º anos de escolaridade, depois transitei para a Escola Secundária de Fafe onde concluí o EnsinoUnificado (7º, 8º e 9º anos) de 1992 a 1995. O décimo ano realizei também na Escola Secundária de Fafe no ano de 1997. No ano lectivo de 1997/98 iniciou o “Curso Técnico de construção Civil” na Escola Secundária Avelar Brotero, em Coimbra. Por dificuldades financeiras trabalhou sempre nas suas férias escolares, sendo os principais trabalhos na área de construção civil, pois seu pai tinha uma...
tracking img