Ruptura do naturalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (451 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A ruptura do naturalismo

A revolução estética, cujas raízes estão no século XVIII na Inglaterra, foi completada nos últimos cem anos, quando a apreciação estética passou a ser o único valordas obras de arte. A metamorfose mais profunda principiou quando a arte já não tinha outra finalidade senão ela mesma.
A partir do momento em que o ser da arte não é representarnaturalisticamente o mundo, nem promover valores, seja eles sociais, morais, religiosos ou políticos, é possível encontrar sua especificidade enquanto promotora da experiência estética.
Os filósofos dalinguagem passaram a procurar o significado de termos gerais como arte e beleza. Esse significado vai ser estabelecido dentro do sistema lingüístico e não a partir dos objetos de arte realmente existentes.Essa nova atitude estética advém do estado de espírito cauteloso, empírico e analítico que não quer generalizar, mas que se mantém atento às características individuais de cada arte.
Com adissolução da atitude naturalista, os artistas passam a menosprezar o assunto ou tema das suas obras para valorizar o fazer a obra de arte. A obra de arte adquire um estatuto próprio de obra.
Apesar deessa ruptura ter condicionado praticamente toda a produção artística deste século, a postura naturalista continuou a predominar em outros campos, principalmente nos meios de comunicação de massa, comoa TV, o cinema, rádio.
Podemos admitir que a partir do romantismo, do século XIX, a evolução artística se deu no sentido contrário ao naturalismo. Com altos e baixos, a partir de então, atravésdas evoluções do barroco, do rococó, do romantismo até o impressionismo, o movimento se fez numa direção oposta às formas orgânicas do naturalismo. Assim, a predominância do naturalismo, indiscutidaaté o meio do século XIX, começou a ser batida em brecha a partir de então. E quando o século acabou nada mais restava dele. Havia sido desintegrado.
A transformação do mundo visível em cores...
tracking img