Rubem alves

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 144 (35755 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O AMOR QUE ACENDE A LUA
Rubem Alves
http://groups-beta.google.com/group/digitalsource

Índice

LUA NOVA Em defesa das flores Em defesa das árvores Em defesa da vida O sermão das árvores O anestesista Coitado do corpo Três causos

LUA CRESCENTE A pipoca Escutatória Se eu fosse você O albergue Os moradores do albergue O cemitério A arte de engolir sapos Dor-de-idéia

A aula e oseminário Variação sobre um tema antigo Conchas ou asas?

LUA CHEIA A rosa não mais floresce Por que a rosa não mais floresce? Aos apaixonados Que bom que eles se casaram Um caso de amor com a vida Por quê?

LUA MINGUANTE De excrementis diaboli E uma criança pequena os guiará O Deus menino Duas estórias de Natal Em nome do Avô, do Neto e da Brincadeira

Lua Nova Em Defesa das Flores
"Quero lhefazer um pedido", disse a voz feminina do outro lado da linha. Era uma voz agradável, musical, firme - de uma mulher ainda jovem. "Sim?" - eu perguntei de forma Iacônico-psicanalítica, não sem uma pitada de medo. Muitos pedidos estranhos me são feitos. "Eu queria que o senhor escrevesse uma crônica em defesa das flores ..." - Sorri feliz. As flores fazem parte da minha felicidade. Do outro lado dalinha estava uma pessoa que amava as flores como eu. Na minha imaginação girassóis, apareceram margaridas, campos trevos floridos: essa tulipas, praga!).

(sim,

Versinho da Emily Dickinson:

Para se fazer uma campina É preciso um trevo! uma abelha, um trevo, uma abelha e fantasia ... Masfaliando abelhas Basta a fantasia ...

Sim, com trevos se fazem campinas floridas! qualquer tipo de florvale a pena ... Aí ela se explicou: "Tenho dó das flores nas coroas funerárias. Eu queria que algo fosse feito para protegê-las, para impedir que aquele horror se fizesse a elas." Minha imaginação passou das flores livres dos campos para as flores torturadas dos velórios.

Concordei com a Carolina (esse era o nome da mulher jovem de oitenta anos). Não conheço nada de maior mau gosto que osvelórios. Ali tudo é feio. Tudo é grosseiro. As urnas funerárias - falta a elas a simplicidade de linhas. Parecem-se com essas mulheres que se cobrem ele bijuterias - pensando que assim ficam bonitas. Os suportes metálicos, então, são horrendos. O saguão elo velório do Cemitério da Saudade, até a Última vez que fui lá, estava cheio de frases graves e amedrontadoras do tipo: "Eterno e silencioso é odescanso dos mortos." Que coisa horrível! Pior que as piores visões do inferno! No inferno pelo menos há movimento. Mas no tal descanso eterno tudo é silencioso. A música e os risos estão proibidos. Eu

ficaria louco na hora, teria impulsos suicidas. Mas a desgraça é que, estando eu já morto, me seria impossível dar cabo de minha vida. Aos múltiplos horrores estéticos junta-se o horror das coroasde flores. Comparem a beleza de uma flor, uma única flor, um trevo azul de simetria pentagonal, com o horror de uma coroa. Olhando para a florinha do trevo meus pensamentos ficam leves, flutuam. Olhando para uma coroa meus pensamentos ficam pesados e feios. Numa coroa todas as flores deixam de ser flores. Elas não mais dizem o que diziam. Não mais são o que eram. Amarradas, contra a vontade, numanel artificial, do qual pendem fitas roxas com palavras douradas. São, as coroas, de uma vulgaridade espantosa. Ali as não-flores só servem de enchimento para os nomes. Eu tenho uma teoria para explicar o horror estético dos velórios. Quem me instruiu foi a Adélia Prado. Diz ela: No cemitério é bom de passear. A vida perde a estridência, o mau gosto ampara-nos das dilacerações. E eu que nunca haviapensado nisso, na função terapêutica do mau gosto! Nem Freud pensou. A gente

vai lá, com a alma doída, coração dilacerado de saudade, e o mau gosto nos dá um soco. A saudade foge, horrorizada, por precisar da beleza para existir - e o que fica no seu lugar é o espanto. Pronto! Estamos curados! O mau gosto exorcizou a dilaceração. Foi precisamente isto que aconteceu com uma amiga minha....
tracking img