Roubo de carga

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Logística industrial
Tecnólogo em logística 4 A
Professor Felippe Perez
Roubo de carga

Alunos:

Rodrigo Daniel
Laércio de Jesus
Cláudio de Souza
Rodilson da Silva
Ailton Tibúrcio

Roubo de Carga

A crescente estatística de roubo de carga em trânsito, pelas nossas estradas e ruas das cidades, está preocupante. As quadrilhas estão cada vez mais especializadas e equipadas, comum verdadeiro aparato logístico para reger toda a operação. São armas e equipamentos de comunicação de última geração. Todos os componentes do bando têm sua função previamente determinada, fazendo com que a ação dure pouco tempo.
Segundo dados da policia há envolvimento de muita gente poderosa no comando das operações e com ramificação em todo país.
Preocupada com isso, a CNT -Confederação Nacional do Transporte, já enviou um ofício ao Congresso Nacional, relatando o problema e pedindo providências.
Até nossos portos que seriam teoricamente mais fáceis de serem vigiados, por serem fixos, vem sendo alvos de ataques de piratas, que agem na calada da noite, vindo por lanchas e indo direto para os navios que mais lhe interessam, como os de eletro-eletrônicos, porexemplo.
Tanto nos ataques aos navios, como nos ataques aos caminhões, é evidente que a informação do conteúdo das cargas foi passada por alguém que sabia.
Em São Paulo já existe uma divisão da polícia, destinada as investigações dos roubos de cargas. Só que as transportadoras desejam uma ação mais preventiva. Enquanto as quadrilhas atacam com metralhadoras, fuzis e granadas, cadapolicial rodoviário tem um revólver calibre 38.
Como as seguradoras estão evitando de aceitar seguro para cargas muito visadas, como medicamentos, eletro-eletrônicos e cigarros.
O problema é sério e requer uma ação conjunta entre a sociedade e o governo.Temos visto iniciativas interessantes, como a de uma empresa que administra a rodovia Castelo Branco, interior de São Paulo, com omonitoramento por câmeras espalhadas em toda a estrada.
Enquanto tiver receptadores para as cargas roubadas, com certeza este setor continuará a ser bastante atraente para as quadrilhas.


Cresce o roubo de cargas em São Paulo e Rio de Janeiro

O roubo de cargas aumentou 10% em relação à média do ano passado em São Paulo. Os p´rejuízos ultrapassaram os R$ 62 milhões nos primeirostrês meses do ano 6% a mais que a média de 2008.

Um dos maiores especialistas do assunto para esclarecer algumas dúvidas sobre este crime que inferniza a vida dos transportadores e gera grandes prejuízos à sociedade, é o Coronel Paulo Roberto de Souza, assessor de Segurança do SETCESP, um dos maiores especialistas do Brasil quando o assunto é roubo de cargas.
Revelou que 75% doroubo de cargas no Brasil estão concentrados nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, explica o coronel. De acordo com ele os dois Estados do Sudeste são as únicas unidades da federação em que o roubo de cargas é realmente uma preocupação. - Mas por que o roubo de cargas se tornou uma atividade tão atrativa para os criminosos?
Porque é mais fácil conseguir dinheiro com um roubo de carga dealto valor, raramente escoltado do que assaltar um banco. Na medida em que se configurou o comércio paralelo e a receptação, a carga virou um bom negócio. Nesse cenário todo, ao longo destes 18 anos, o crime contra as cargas prosperou principalmente por causa da falta de resposta das autoridades", explica o Cel. Souza, fazendo um panorama da evolução do roubo de cargas no Brasil.
Souzaconsidera que as esferas governamentais não têm feito sua parte para prevenir, combater ou reprimir o roubo de cargas. De acordo com ele, faltam ações mais enérgicas e, principalmente, uma legislação mais bem estruturada para combater este crime, principalmente para inibir a receptação de cargas roubadas. "O receptador é a raiz de todo o problema do roubo de cargas.
A forte atuação da...
tracking img