Rotina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1187 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHA DE LEITURA
A. Identificação
ALENCAR, José de. Iracema.
21ª edição. São Paulo, Editora Ática, 1990
B. O autor
José de Alencar
* Mecejana, 01/05/1829
† Rio de Janeiro, 12/12/1877
C. A obra: o significado
O livro trata da história de uma índia, Iracema, que se apaixona por Martim (um guerreiro estrangeiro), mas Iracema não pode se casar com ele, pois guarda um segredo, o “segredo dejurema”. 
O nome do livro é devido ao nome da personagem principal.
D. Personagens
Iracema: índia da tribo dos Tabajaras, virgem que guardava o “segredo da jurema e o mistério do sonho”, filha de Araquém. Iracema era “a virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais lisos que a asa da graúna, e mais longo que seu talhe de palmeira”.
Martim: guerreiro americano, durante a história receberao nome indígena de “Coatiago” que significa “pintado”. Seu povo havia levantado a taba perto do mar, onde viviam os pitiguaras, inimigos dos Tabajaras
Araquém: pai de Iracema e de Poti, era pajé da tribo dos Tabajaras.
Irapuã: o maior chefe da nação Tabajara
Caubi: Irmão de Iracema, filho de Araquém.
Andira: irmão do pajé
Poti: guerreiro pitiguara, irmão de guerra de Martim.
Jacaúna: Maiorchefe pitiguar, irmão de sangue de Poti.
Jaguaraçu: Chefe da tribo dos pescadores da nação Pitiguara.
Jatoba: Pai de Poti e Jacaúna, havia sido o maior chefe da nação Pitiguara
Batuireté: Pai de Jatobá, também foi o maior chefe da nação Pitiguara
Moacir: Filho de Iracema e Martim.
Japi: Cachorro de Poti.
Durante toda a história há muitos diálogos entre os personagens.
Cito a passagem:
“—Meu irmão, disse o chefe, teu pé criou raiz na terra do amor; fica. Poti voltará breve.
— Teu irmão te acompanha; ele disse, a sua palavra é como a seta de teu arco: quando soa, é chegada.”
Há também bastante descrição, como no trecho: 
“O sol brilhava sempre sobre as praias do mar, e as areias refletiam os raios ardentes; mas nem luz que vinha do céu, nem a luz que refletia da terra, espancarama sombra n’alma do cristão. Cada vez o crepúsculo era maior em sua fronte.”
As personagens da história não são reais, mas representam pessoas que poderiam existir na vida real, pois a história é baseada na própria história do Brasil e dos indígenas.
E. Narração
Quem conta a história é o próprio autor, o livro é contado todo em primeira pessoa. O autor descreve o ambiente em trechos como estes:“Verdes mares bravios de minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes da carnaúba” , “Verdes mares, que brilhais como líquida esmeralda aos raios do sol nascente, perlongando as alvas praias ensombradas de coqueiros”.
A história começa contando sobre um barco, onde estava Martim, e continua descrevendo-o e também à Iracema.
Iracema se apaixona por Martim e ele por ela, mas os dois não podemficar juntos, pois, ela era a virgem que guardava o segredo da jurema, na noite em que é revelado o segredo da jurema, Iracema foge com Martim, e os dois passam então à viver juntos, junto aos Pitiguaras.
Um episódio que achei interessante, foi quando o Irapuã mandou que pegassem Martim, Iracema conduziu Martim à cabana de Araquém. Irapuã foi até a casa de Araquém para buscar Martim, e entãoAraquém disse:
“— O hóspede é amigo de Tupã: quem ofender o estrangeiro ouvirá rugir o trovão.”
Tupã e Araquém discutiram por um breve período.
Andira, o irmão de Araquém, entra na cabana trazendo no punho um tacape e dizendo: 
“— O morcego vem te chupar o sangue, Irapuã, se é que tens sangue e não lama nas veias, tu que ameaças em sua cabana o velho Pajé.”
Araquém afasta Andira e diz a Irapuãque Tupã iria se irar e o esmagar sob o peso de sua mão. Irapuã então disse que Tupã não estava com Araquém.
Araquém dirigiu-se ao centro da cabana, ergueu uma grande pedra e calcou o pé no chão com força, e a terra se abriu, e saiu do antro profundo um medonho gemido.
Irapuã assustado saiu dizendo:
“— O senhor do trovão é por ti; o senhor da guerra será por Irapuã” F. O Tempo
A história...
tracking img