Rotima do picc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1285 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Rotina de Enfermagem: PICC
1. DEFINIÇÃO:
O cateter venoso central de inserção periférica (PICC) é um dispositivo intravenoso inserido através de uma veia superficial da extremidade, introduzido por meio de uma agulha introdutora e com a ajuda do fluxo  sangüíneo, até o terço médio distal da veia cava superior, adquirindo características de um cateter central. Este dispositivo possui umou dois lumens, é longo (20 a 65cm de comprimento), quanto ao calibre varia de 14 a 24 Gauge ou 1 a 5 French (Fr), é flexível, radiopaco, de paredes lisas e homogêneas, feito com material bioestável e biocompatível -como silicone, polietileno ou poliuretano.
2. OBJETIVO DO PICC:
Para prematuros extremos e RN´s graves se faz necessário o uso de PICC, pois é um cateter siliconizado e de fácilprogressão nos Rns mais debilitados, facilitando ao profissional que realiza a técnica a passagem imediata do cateter, sem prejuízo no tratamento e na perda do cateter.
3. PRIORIDADES

3.1 Atendimentos nas Unidades de Terapia Intensiva neonatal.

3.2 Os critérios de inclusão para a inserção do cateter PICC são:

* Crianças que requeiram terapia intravenosa por curto, médio ou longo período;* Neonatos transitando de um dispositivo umbilical e com necessidade de acesso vascular central e de longa permanência;
* Que necessitem de terapias hiperosmolares, soluções com propriedades irritantes ou vesicantes;
* Recém-nascidos prematuros e com baixo peso;
* Crianças que receberão nutrição parenteral prolongada;
* Crianças com acesso vascular periférico pobre e carênciade veias adequadas;
* Crianças com desordem gastrointestinais (enterocolite necrotizante, onfalocele e gastrosquise);
* Crianças com doenças cardíacas congênitas.

4. PROCEDIMENTO:
4.1 Considerações Especiais

* Monitorização
* Material para Ressuscitação Cárdio-Pulmonar
* Temperatura do paciente
* Membro da equipe para auxiliar no procedimento

4.2 Medidas préviasà inserção do cateter

* Avaliar as condições clinica do paciente;
* Antissepsia das mãos com àgua e clorexidine degermante 2% conforme orientação do SCIH;
* Posicionar o paciente em decúbito dorsal e colocar o membro selecionado estendido;
* Garrotear o membro escolhido;
* Realizar o exame físico dos vasos sanguíneos através da técnica de inspeção e palpação;
* Retirar ogarrote após o exame físico;
* Mensurar com fita métrica o perímetro do membro a ser puncionado (local de escolha até o 3º espaço intercostal à esquerda). Solicitar sedação se necessário junto ao médico responsável;
* Monitorar o paciente;
* Avaliar as condições de manutenção do ambiente térmico adequado.

5. Material necessário

* Bandeja contendo material estéril: 1 cúpularedonda, 1 tesoura, 1 pinça anatômica;
* Material estéril: 1 campo simples, 1 campo de RN, 2 aventais, 1 pacote de compressa estéril, 1 campo fenestrado pequeno;
* Gorro e máscara descartável, óculos de proteção;
* Clorexidine degermante 2%;
* Ampolas de água destilada 10 ml;
* Ampolas de SF 0,9% 10 ml;
* Agulhas descartáveis 40x12;
* Seringas de 10 ml;
* Pacotes deGaze estéril;

* Luvas cirúrgicas;
* Fita métrica não estéril;
* Cateter de calibre adequado (1.9fr.), acompanhado dos acessórios (introdutor e fita métrica estéril);
* Película adesiva transparente estéril.

6. Técnica de inserção do cateter PICC

Para realização do procedimento o profissional que fará a punção deverá ser auxiliado por outro(s) profissional(s);

*Lavar as mãos com água e solução degermante 0.2%;
* Posicionar o paciente, garantindo conforto, de forma que seja possível a punção do membro selecionado;
* Colocar gorro, máscara e óculos (sendo que todos os profissionais presentes na sala deverão usá-los);
* Solicitar ao 2° profissional, a abertura do material a ser utilizado com técnica asséptica;
* Realizar antissepsia das...
tracking img