Roteiro do estudo dirigido – unidade i: noções introdutórias sobre aconselhamento psicológico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1345 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Apresente uma conceituação de crise de acordo com as definições apresentadas pelos autores, mas trazendo o seu entendimento sobre o assunto.

A palavra "crise" no senso comum e também nos dicionários está normalmente ligada a uma situação emergencial ou problemática súbita, que gera tensão, dificuldade, desequilíbrio e/ou insegurança.
Com origem na palavra grega "krisis" (decisão,distinção, separação), a expressão "crise" e conceito que estar por trás dela tem aplicação em várias áreas do conhecimento, como por exemplo na sociologia, política, medicina, economia e psicopatologia.
Apesar de normalmente representar circunstancias e acontecimentos trágicos relacionados à vida e acompanhados de angústias, "não são necessariamente negativas, mas constituem ocasiões de mudanças querequerem algum tipo de solução." (HOLANDA; 2012, p. 27). O enfrentamento adequado ajuda a amadurecer e enriquece, enquanto que o oposto pode debilitar e fragilizaria ainda mais o sujeito.
Assim, bem como salienta Holanda (2012), a crise representa também uma oportunidade para crescer e desenvolver, não apenas redução ou perda de capacidade.
A crise, segundo Geraldo Caplan (1980 apud HOLANDA, 2012,p.28), é um estado de perturbação, associado a desconforto, angústia, medo, culpa ou vergonha, ocasionado quando o indivíduo se depara com um problema que não pode ser superado pelos seus modos habituais de solução de problemas, ocorrendo um desequilíbrio entre a dificuldade e importância do problema e os recursos disponíveis para solucioná-lo.
Moffat (1981 apud HOLANDA, 2012, p.31), iráenfatizar a manifestação da crise dentro de uma paralização do processo da vida, ocasionando sentimentos de confusão, solidão, ausência de perspectivas futuras e possibilidade de vivências no presente. A crise, neste sentido, poderia ser classificada como evolutiva, quando resulta de uma crise de crescimento, ou traumática, quando resultante de uma mudança imprevista.
Lemgruber (1984 apud HOLANDA,2012, p. 32) ressalta a importância de aplicarmos o termo crise apenas em situações de ruptura, que não necessariamente o iguala a surto psicológico, como Aguiar et. al. in Cordiolli (1993 apud HOLANDA, 2012, p. 31) nos lembrará.
Apesar, do conceito de crise na psicopatologia se assemelhar em alguns aspectos as definições conhecidas no senso comum, algumas ressalvas e detalhes o enriquece epossibilita uma nova ótica sob o mesmo, principalmente ao que diz respeito a possibilidade de reverter sua negatividade em oportunidade de amadurecimento individual, ainda que envolva angústia e tensão durante este processo.

2. Quais as características da crise segundo James Worth? Apresente-as e explique-as.

Segundo James W. Worth (VAN HOOSE, 1985 apud HOLANDA, 2012, p.32), a crise apresenta trêscaracterísticas:
- É altamente dilacerante. Devido ao seu alto impacto, prejudica ou impossibilita o andamento rotineiro da vida indivíduo.
- É inevitável. Principalmente, as crises evolutivas. “A única maneira de sair da crise é atravessá-la.” (HOLANDA, 2012, p. 32). É preciso encontrar uma solução ou, na falta dela, suportar os prejuízos.
- É temporária. “Ocupam um período relativamentebreve na vida do indivíduo.” (HOLANDA, 2012, p. 32).

3. Comente: “Ao conhecermos as etapas do ciclo vital, podemos predizer alguns dos problemas freqüentes que se sucedem frente a ditas mudanças e que é habitual que se apresentem (de maneira manifesta ou não). A idade não pode ser o único critério na avaliação do grau de desenvolvimento do indivíduo, pois são várias as dimensões da maturidade,entre as quais: emocional, familiar, social, intelectual e física. É bom salientar que as modificações (nas crises vitais) requerem um tempo de adaptação para enfrentar novos desafios que formam parte do desenvolvimento normal da vida.* (HOLANDA, 2012, p.34)

Todos nós, dentro do considerado desenvolvimento normais, passamos, mais cedo ou mais tarde, pelas etapas da vida (pré-natal, infância,...
tracking img