Roteiro de aula pratica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ROTEIRO DE AULAS PRÁTICAS
Recomendações para as aulas práticas

Para melhor aproveitamento das aulas práticas, os seguintes procedimentos são recomendados:

Comparecer à aula pontualmente e munido de jaleco branco;
Ler cuidadosamente o roteiro da prática antes de iniciar sua execução;
Dividir os trabalhos eqüitativamente com o(s) companheiro(s) do grupo;
Tomar notas das observações edos resultados, levando em conta todos os pormenores relevantes à preparação do Relatório;
Discutir com o instrutor todos os pontos duvidosos;
Usar apenar o material estritamente necessário, evitando desperdícios e danos;

Redação do Relatório

O relatório de cada prática deverá conter:
Título da prática e data da sua realização
Resultados
Respostas das questões fornecidas (quandohouver)

As atividades práticas assim como os relatórios serão realizados em duplas.

1. Células de Elódea

Objetivo: Observar os cloroplastos e o processo de plasmólise em células de Elódea (planta aquática)

Materiais:
Elódea
Água e solução de sacarose 1M
Lâminas e lamínulas
Microscópio óptico

Métodos:
1. Preparar duas lâminas com folhas de Elódea (lâminas A e B). Na lâmina Agotejar água e na lâmina B gotejar a solução de sacarose 1M;
2. Aguardar cerca de 10 minutos e observar ao microscópio;
3. Desenhar o que foi observado em cada lâmina. 

Pergunta:
1. Defina plasmólise.

2. Células da epiderme dos catafilos da cebola 

Objetivo: Observação de célula vegetal – parede celular, citoplasma, núcleo, células normais e células plasmolisadas. 

Materiais:Cebola 
Água e Glicerina 
Azul de metileno 
Papel de filtro
Lâminas e lamínulas
Microscópio óptico

Métodos:
1. Retirar o catafilo de um bulbo de cebola;
2. Com a lâmina de barbear destacar um fragmento de camada mais externa do catafilo;
3. Montar o material em 1 gota d´àgua e 1 gota de azul de metileno entre a lâmina e a lamínula;
4. Observar ao microscópio;
5. Desenhar;
6. Retiraro azul de metileno e a água com pedaço de papel filtro, após levantar a lamínula;
7. Adicionar glicerina, tomando-se o cuidado de evitar a presença de bolhas;
8. Observar ao microscópio, notando-se o aspecto das células plasmolisadas.
9. Desenhar.

3. Células parenquimáticas do tubérculo de batata inglesa
Objetivo: Observação de célula vegetal contendo reservas de amido. 

Materiais:Tubérculo de Batata inglesa 
Água 
Azul de metileno 
Papel de filtro
Lâminas e lamínulas
Microscópio óptico

Métodos:
1. Cortar o mais fino possível, com auxílio de lâmina de barbear, tubérculo de batata descascado;
2. Montar um dos cortes obtidos, em água, entre lâmina e lamínula;
3. Colocar, em um vidro de relógio, 10 gotas de água e 1 gota de lugol;
4. Transferir um corte para estelíquido, para corá-lo;
5. Montar o corte entre a lâmina e a lamínula e observá-lo ao microscópio;
6. Desenhar.

4. TÉCNICAS DE FIXAÇÃO, CORTE, COLORAÇÃO E MONTAGEM DE LÂMINAS 

4.1. FIXAÇÃO

A fixação paralisa os processos vitais e os de autólise e estabiliza os componentes celulares. O tempo de fixação é variável: depende do tipo de fixador, das dimensões das peças e resistência destas àpenetração do fixador. O volume de fixador deve serem geral cerca de 10x o volume do material (segundo Kraus & Arduin 1997).

Materiais:
Formaldeído 37%
Ácido acético glacial
Etanol
Recipientes de vidro.

Métodos: 

FAA
Formaldeído, ácido acético, etanol 50% ou 70%, 1:1:18 (v/v)

Formaldeído 37% 50,0ml
Ácido acético glacial 50,0ml
Etanol 50% ou 70% 900,0ml

FAA significa:Formaldeido, ácido Acético e Álcool etílico. Este último pode estar em grau 50% (FAA50) ou em 70% (FAA70). Colocar o material no fixador (24 horas). O material botânico pode ser guardado no fixador.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: O formaldeído 37% emite vapores fortemente irritantes para as mucosas e membranas; o contato com a pele pode causar dermatites e a ingestão causa fortes dores abdominais,...
tracking img