Roteiro avaliativo do filme "o enigma de kaspar dutra"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (415 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ

Aluno: Allan Júnior da Silva Costa
Turma/Curso: S3 – Licenciatura em Matemática
Disciplina: Psicologia do DesenvolvimentoProfessora: Tereza Cristina

ROTEIRO AVALIATIVO

QUESTÃO 01:
Retratar o processo sociointerativo ocorrido com o personagem a partir da chegada à cidade.

Kaspar House foi “abandonado” na cidade compouquíssimos conhecimentos sobre o mundo, praticamente como se fosse um ser do tempo das cavernas. Os moradores da cidade o acolheram de forma bem razoável, afinal, Kaspar estava de posse de apenas umacarta, e não sabia falar praticamente nada, não andava por si só, não sabia sequer quem era e de onde veio.
De início, os moradores ficaram um pouco perplexos, e então, deixaram Kaspar preso em umatorre. As autoridades da cidade, ao lerem a carta que Kaspar trouxera, decidem libertá-lo, e como ele não exibia atos de violência, as autoridades da cidade o deixam sobre a tutela de uma família, quelhe ensina pouco a pouco as rotinas de uma vida diária. Foi um começo bem difícil, Kaspar só comia pão e mal sabia engolir qualquer bebida. O filme até mostra em uma das cenas, que ele tinha se juntadocom outros indivíduos, tidos como anormais (um anão, um índio e uma criança autista), em exposição num circo (para cobrir as despesas que a família tinha com ele).
Com o passar do tempo, Kaspar foiaperfeiçoando a sua noção de mundo, aprendendo conceitos como dentro/fora, bom dia/boa tarde/boa noite, as partes do corpo, a tomar banho... ele teve até algumas aulas de ensino religioso ministradapor padres.
Todo esse aprendizado durou por volta de dois anos, mas o desenvolvimento de Kaspar foi extraordinário durante esse tempo, pois ele começa a conseguir expressar sentimentos, a falar quaseque perfeitamente, a conseguir tecear, jardinar, e até mesmo a tocar piano.
É interessante dizer também que Kaspar desenvolve o conhecimento também sobre si mesmo. Coisas do tipo “para que servem...
tracking img