Romantismo no mundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3300 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO


Este trabalho tem como objetivo nos apresentar a escola literária do romantismo (1836 a 1881). Iniciaremos apresentando o Romantismo e as suas principais características. Apresentaremos também as principais características de seus autores tanto mundiais como nacionais. O contexto histórico, que foram as revoluções sociais os principais precursores para o surgimento destemovimento que mudou todo o cenário artístico mundial. Tanto na música, como nas artes plásticas, e na literatura.
Será apresentada a trajetória deste movimento no Brasil, o principal responsável pelo início do movimento no Brasil dando fim a escola literária do arcadismo (1768 a 1836).
O autor escolhido para análise foi Castro Alves com Navio Negreiro (Parte IV) e O “Adeus” de Tereza.2. ROMANTISMO


O Romantismo teve início na década XVIII e perdurou por grande parte do século XIX.
O espírito romântico designa toda uma visão de mundo centrada no indivíduo. Os autores românticos voltaram-se cada vez mais para si mesmos, retratando o drama humano, amores trágicos, ideais utópicos e desejos de escapismo. Se o séculoXVIII foi marcado pela objetividade, pelo Iluminismo e pela razão, o início do século XIX seria marcado pelo lirismo, pela subjetividade, pela emoção e pelo eu.
As principais características do romantismo são:

Individualismo

Os românticos libertam-se da necessidade de seguir formas reais de intuito humano, abrindo espaço para a manifestação da individualidade, muitas vezes definidapor emoções e sentimentos.


Idealização

Empolgado pela imaginação, o autor idealiza temas, exagerando em algumas de suas características. Dessa forma, a mulher é vista como uma virgem frágil, o índio é visto como herói nacional e a noção de pátria também é idealizada.


Sentimentalismo exacerbado

Praticamente todos os poemas românticos apresentam sentimentalismo já que essaescola literária é movida através da emoção, sendo as mais comuns a saudade, a tristeza e a desilusão. Os poemas expressam o sentimento do poeta, suas emoções e são como o relato sobre uma vida.

O romântico analisa e expressa a realidade por meio dos sentimentos. E acredita que só sentimentalmente se consegue traduzir aquilo que ocorre no interior do indivíduo relatado.Egocentrismo

É a colocação do ego no centro de tudo. Vários artistas românticos colocam, em seus poemas e textos, os seus sentimentos acima de tudo, destacando-os na obra. Pode-se dizer, talvez, que o egocentrismo é um subjetivismo exagerado.

• Maneiras de Idealização da Mulher:

Pode-se criar um ideal de mulher, de modo puramente racional – nesse caso, tem-se um conceito de mulher,uma abstração; Pode-se idealizar uma mulher real, exagerando suas qualidades; nesse caso, tem-se a deformação da realidade pelos sentimentos. (Quem ama o feio bonito lhe parece.)

Pode-se, ainda, apenas criar a mulher pela imaginação; nesse caso, a mulher não é apenas um conceito, mas também não é real – é um ser imaginário, que existe na fantasia de um sonhador.

Culto aoindividualismo: contraditório e autodestrutivo (autopiedade).

Culto da originalidade pessoal – inegavelmente, sua mais importante característica.

Tema da saciedade humana, da aspiração indefinida, a “dor cósmica” da existência.

A obsessão da morte – evasão ou escapismo.

O autobiografismo direto ou velado.





3. CONTEXTO HISTÓRICO MUNDIALNo século XVIII dá-se uma democratização quase total da arte literária, tanto para os autores tanto para os seus temas e aos poucos essa democratização se torna pública ao leitor.
A contribuir para este fenômeno estiveram várias causas. Uma delas foi o progresso das classes mais baixas e o seu quase nivelamento social com a nobreza e o clero. Outra foi o avanço da técnica...
tracking img