Romantismo em sofrimentos do jovem werther

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Romantismo em “Os Sofrimentos do jovem Werther” de Goethe
Publicada por Goethe em 1774, a obra “Os sofrimentos do jovem Werther” representou um grande marco no movimento literário romântico.
Nela, pode-se perceber a intensa influência da natureza, que ao longo da história irá interagir com o eu lírico. Esta característica se evidencia nas seguintes passagens:
“Reina em minha alma umaserenidade maravilhosa, semelhante à das doces manhãs de primavera que procuro fruir com todas as minhas forças. [...] quando sinto bem próximo do meu coração o formigar de um pequeno mundo escondido sob as ervas, essa multidão inumerável de pequeninos vermes e insetos [...] e sinto a presença do Todo-Poderoso que nos criou à sua imagem e semelhança [...]”.
(10 de maio)
(No trecho citado, Wertherainda não conhece Charlotte. A natureza é bela e serena)
“E desde então, o sol, a lua e as estrelas podem continuar a brilhar, porém eu mais não sei quando é dia e quando é noite; o universo inteiro não mais existe para mim”.
(19 de Junho)
(Werther conhece Charlotte e apaixona-se por ela. A natureza assume um ar insignificante.)
“Que espetáculo assistir do alto do rochedo as ondas revoltascobrindo os campos, os prados, os arbustos e tudo o mais, para formar, de uma ponta a outra do vale, um mar tumultuoso, entregue ao sibilar dos ventos!”
(12 de Dezembro de 1772)
(Werther descobre que não pode ser correspondido e decide suicidar-se. A natureza assume um aspecto revolto como se representasse a extensão de seu estado emocional.)
Uma outra importante característica romântica é osubjetivismo, aliado ao sentimentalismo, onde as intenções estão voltadas para o interior humano e há uma super valorização dos sentimentos. Percebe-se na obra, a presença dessas características nos trechos:
“Tenho tanto!. E o sentimento que tenho por ela devora tudo. Tenho tanta coisa, mas sem ela tudo para mim é como se não existisse.”
(27 de Outubro de 1772, à tarde)
“As vezes digo a mim mesmo:seu destino é singular; lance um olhar àqueles que são felizes... ninguém sofreu tanto quanto você. [...] Estou sofrendo tanto! Será que já existiu alguém que tenha sofrido mais do que eu?”
(26 de Novembro de 1772)
Outro trecho, que merece atenção é o seguinte:
“Jamais ousarei dar um beijo em seus lábios, onde pairam os espíritos do céu!”
(24 de Novembro de 1772)
Pode-se notar a partir deleque a mulher é idealizada e posta como um ser divino, símbolo de veneração. E isto fica ainda mais claro nesta outra passagem:
“Para mim, ela é sagrada. Todo desejo emudece em sua presença. Não sei o que sinto quando estou junto dela; é como se toda a minha alma revolvesse todos os meus nervos. Há uma melodia que ela toca no cravo, como o poder mágico de um anjo e com tanta simplicidade, tantaalma!”
(16 de Julho – Primeira parte)
Por fim, identifica-se na obra “Os sofrimentos do jovem Wether” a presença de um artifício utilizado pelo autor romântico para deslocar-se no tempo e no espaço: a fuga da realidade. Mas é importante destacar que estas fugas, excetuando-se a morte, possuem ida e volta.
Na obra, Wether utiliza-se inicialmente da fugas mais simples (fuga no tempo e no espaço),entretanto seu sofrimento aumenta e ele opta pelo suicídio, uma fuga definitiva e sem retorno. Percebemos as duas situações respectivamente, nos trechos que se seguem:
“Caro amigo Wilthelm, sinto-me como os desgraçados que parecem estar possuídos por um espírito maligno. [...] Não é medo nem desejo ... é uma fúria desconhecida que me sufoca e ameaça dilacerar-me o peito. Sofre e tento fugir demim, perambulando entre as cenas noturnas e terríveis desta estação inimiga dos homens”.
(12 de Dezembro de 1772)
“Quero morrer!... Não é o desespero; é a convicção de que suportei quanto pude e de que eu me sacrificarei por você. Sim, Lotte, por que esconder? É preciso que um de nós três desapareça, e sou eu quem deve desaparecer.”
(21 de Dezembro de 1772)
Assim, conclui-se o conjunto de...
tracking img