Romantismo em portugal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (599 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Guião
Romantismo em Portugal
Diap. 3
* O Romantismo foi um movimento artístico e filosófico surgido nas últimas décadas do século 18 na Europa que durou durante grande parte do século 19. Estemovimento teve como principais características a criatividade ilimitada e a imaginação individual de cada um dos indivíduos. O movimento foi dividido em três grandes fases.
Surgiu na Alemanha,desenvolvendo-se muito na Inglaterra, em Itália e em França.
Diap. 4
* Inicia-se em 1825 com “Camões, poema” de Almeida Garrett; Inspirado na epopéia Os Lusíadas de Luís de Camões, Começando assim aprimeira geração (fase) do Romantismo em Portugal.
Diap. 5
* Na literatura destacaram-se: Almeida Garrett, Alexandre Herculano e António Feliciano de Castilho. Sendo que Herculano foi muitoinfluenciado pelo inglês Walter Scott e Garrett pelo alemão Goethe.
Diap.6
Almeida Garrett
Almeida Garrett, contribuiu principalmente com poemas e prosa de teatro e ficção. Para além do poema Camões,outras obras marcantes dele foram, Dona Branca (1826), Folhas Caídas (1853), Viagens na minha terra (1846).
Diap.7
Alexandre Herculano
Destacou-se na ficção onde se evidencia o carácter histórico ereligioso.
As suas obras principais são: A harpa do crente (1838), Eurico, o presbítero (1844).
Diap.8
Castilho
* Castilho, tem como principal papel traduzir poetas clássicos. Sua passagem peloRomantismo é menos relevante. (curiosidade , era cego). Algumas obras: Cartas de Eco a Narciso (1821); A Primavera (1822);Amor e Melancolia (1828);

Diap. 9
O segundo momento do Romantismo
Soaresde Passos
Soares de Passos constitui a encarnação perfeita do "mal-do-século". Vivendo na própria carne os devaneios de que se nutria a fértil imaginação de tuberculoso, sua vida e sua obra espelhamclaramente o prazer romântico do escapismo das responsabilidades sociais da época, acabando por cair em extremo pessimismo, um incrível desalento derrotista
Obra: Poesias (1855)
Camilo Castelo...
tracking img