Romantismo em portugal e no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8224 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Romantismo em Portugal
| |Por Fernando Rebouças |


O início da fase romântica na literatura portuguesa ocorreu com a publicação do poema narrativo “Camões”, do autor Almeida Garret, em 1825. Neste poema é expressado uma espécie de biografia sentimental de Luís Vaz de Camões.
Nesta época,em Portugal, houve uma ascensão da burguesia, queda do absolutismo  e emergência do liberalismo. Antes de 1825, neste processo histórico, ocorreu a vinda da família real  para o Brasil, em 1808, que fugiu dos franceses. Depois de expulsar os franceses, Portugal é fortemente influenciado pelos ingleses, gerando um clima de dominação estrangeira no país lusitano.
A Independência do Brasil  e aConstituição portuguesa em 1822, causou respectivamente reflexos de perdas econômicas e um caráter liberal na vida política e social portuguesa. Nestes contextos históricos o Romantismo português teve o seu primeiro momento sob a criação de escritores que apresentavam características neoclássicas do período literário anterior.
Neste primeiro momento é destacado os escritores Almeida Garret, AlexandreHerculano  e Antônio Feliciano de Castilho. Os dois primeiros escritores citados alcançaram grande sucesso e imediata aceitação dos leitores.
Somente no segundo momento houve escritores plenamente românticos como Soares de Passos e Camilo Castelo Branco. O terceiro momento do Romantismo português ficou caracterizado por romancistas mais contidos, como João de Deus e Júlio Dinis.http://www.infoescola.com/movimentos-literarios/romantismo-em-portugal/


Durante o século XIX, Portugal participou de grandes transformações políticas europeias. Nesse período as primeiras manifestações pré-românticas aconteceram, mas o Romantismo só teve início no final dos anos 20.

O introdutor do Romantismo em Portugal é Almeida Garrett, essa nova escola dominará até a década de 60.
Conforme sesucederam as gerações dos autores o Romantismo foi evoluindo, isso se deu em três momentos:

* Primeira geração romântica portuguesa

- Sobrevivência de características neoclássicas;
- Nacionalismo;
- Historicismo, medievalismo.

Principais autores:

- Almeida Garrett
Obras:
Poesia: Camões (1825); Dona Branca (1826); Lírica de João Mínimo (1829); Flores sem fruto (1845); Folhas caídas (1853).Prosa: Viagens na minha terra (1843-1845); O Arco de Santana (1845-50).
Teatro: Catão (1822); Mérope (1841); Um Auto de Gil Vicente (1842); O alfageme de Santarém (1842); Frei Luís de Sousa (1844); D. Filipa de Vilhena (1846).

- Alexandre Herculano
Obras:
Polêmicas e ensaios: A voz do profeta (1836); Eu e o clero (1850); A ciência arábico-acadêmica (1851); Estudos sobre o casamento civil(1866); Opúsculos (10 volumes, 1873 – 1908).
Historiografia: História de Portugal (1846-1853); História da origem e estabelecimento da Inquisição em Portugal (1854-1859).
Poesia: A harpa do crente (1838).
Prosa de ficção: Eurico, o presbítero (1844); O monge de Cister (1848); Lendas e narrativas (1851); O bobo 1878 publ. póst.).

- Antônio Feliciano de Castilho


* Segunda geração românticaportuguesa

- Mal do século;
- Excessos do subjetivismo e do emocionalismo românticos;
- Irracionalismo;
- Escapismo, fantasia;
- Pessimismo.

Principais autores:

- Camilo Castelo Branco
Obras: Carlota Ângela (1858); Amor de perdição (1862); Coração, cabeça e estômago (1862); Amor de salvação (1864); A queda dum anjo (1866); A doida do Candal (1867); Novelas do Minho (1875-77);Eusébio Macário (1879); A corja (1880); A brasileira de Prazins (1882).

- Soares Passos

* Terceira geração romântica portuguesa

- Diluição das características românticas;
- Pré-realismo.

Principais autores:

- João de Deus

- Júlio Diniz.
Obras:
Romance: As pupilas do senhor reitor (1867); Uma família inglesa (1868); A morgadinha dos canaviais (1868); Os fidalgos da casa mourisca...
tracking img