Romantismo classicismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1613 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ROMANTISMO E CLASSICISMO


O Romantismo é, antes de tudo, um movimento de oposição violenta ao Classicismo e à época da Ilustração, ou seja, àquele período do século XVIII que é tido, em geral, como o da preponderância de um forte racionalismo. Embora o mesmo contexto temporal apresente outros aspectos não menos marcantes, está mais ou menos estabelecido o consenso de que se trata de um séculocuja característica maior é a da “Iluminação”, do “Iluminismo”, como dizem alguns, ou ainda das “Luzes”, por causa do vulto que nele tornam as idéias racionalistas. Enfocadas e defendidas por uma plêiade de pensadores brilhantes, como Voltaire, Diderot, os Enciclopedistas, Rousseau, traduzem, na sua luta "esclarecedora” contra o “obscurantismo”, a “ignorância", o “atraso”, a “irracionalidade”,não só o engenho e o espírito lúcidos de seus paladinos, como as aspirações de uma classe e mesmo de uma sociedade emergente, constituindo-se num dos principais fermentos, no plano ideológico, para a eclosão da Revolução Francesa. O movimento romântico, entretanto, recusa a cosmovisão racionalista e a estética neoclássica a ela ligada. Para precisarmos as linhas do choque que assim se produziu,convém dizer algo sobre o conceito de Classicismo. O termo vem de classis, “frota”, em latim, e refere-se aos classicis, aos ricos que pagavam impostos pela frota. Um escritor “classicus" é pois um homem que escreve para esta categoria mais afortunada e mais elevada na sociedade. Tal foi o sentido inicial, como aparece em Áulio Gélio, fonte da primeira menção que se tem da palavra: ela significa aí umautor de obras para as camadas superiores. Depois o vocábulo sofreu várias transformações, passando a designar um valor, estético, ético, mas principalmente didático: um escrito "clássico" veio a ser uma composição literária reconhecida como digna de ser estudada nas “classes" das escolas. Nesta acepção, o termo é muito usado para vários fins. Por exemplo, a gente compra
determinadas obras porquesão consideradas modelares e, como tais, indispensáveis numa biblioteca. Entretanto, do pontode vista estilístico, é possível que seu autor seja romântico e não clássico. Um terceiro significado que se impôs, ligado
ainda ao segundo, diz respeito ao período em que a literatura, as artes, a cultura de uma nação ou de uma “civilização”alcançam um grande florescimento ou então o seu apogeu. Assim,fala-se do Século de Ouro na Espanha como de uma
“época clássica" do gênio hispânico ou de Shakespeare como do “escritor clássico" da língua inglesa, embora do ponto de
vista artístico semelhante designação grão lhes caiba de maneira nenhuma.
Por fim, temos o nexo que nos incumbe definir mais de perto, ou seja, o conceito estilístico do que vem a ser “clássico"
ou “classicismo”. Sob esteângulo, a referência, é a princípios e obras que correspondem a certos preceitos modelares, os quais, por seu turno, derivam de certa fase da arte grega e a tornam como padrão. Essa codificação ocorreu principalmente no Renascimento. Foi então que a redescoberta da antigüidade Greco-Latina ou, como passou a chamarse,
“Clássica”, a revalorização de suas produções intelectuais e artísticas, conjugando-secom um extraordinário surto da criatividade italiana e até européia, puseram novamente na ordem do dia o pensamento e os problemas estéticos. Nesse
campo, foi de particular importância o reencontro e a tradução direta do grego dos textos subsistentes da Poética de
Aristóteles, bem como o trabalho crítico efetuado, entre outros, por Scaliger e Castelvetro. Com base nas elaborações
dessescomentadores surgiu a idéia de que os princípios fundamentais depreendidos da prática e da teoria helênicas
constituíam um non plus ultra de todo o fazer artístico, os cânones imutáveis das condições e : procedimentos que geram a
obra de arte. Na medida em que, a certa altura da história cultural de determinados países, sobretudo na França, tal
concepção tornou-se dominante e mesmo normativa, em...
tracking img