Roma

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1346 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UFPB – UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA
TÓP. ESP. HISTÓRIA ROMANA
PROFESSOR: JOÃO AZEVEDO
ALUNO: VÍTOR PINHEIRO SOUSA
Nª 10923572

2ª AVALIAÇÃO

I) O que foi a chamada “crise do séc. III D.C.”, e qual seu impacto no desenvolvimento histórico da civilização romana?

Muito se discute sobre o declínio e queda do império romano, procura-se momentos chaves, nos quaisteria havido rupturas, mas seria mais pertinente entendermos a história romana em uma perspectiva de uma longa duração. Foram séculos de mudanças e transformações no seio da sociedade romana, algumas perceptíveis, outras menos. O fato é que além das rupturas, dos “golpes fatais” dados por alguns, também havia miscigenação, ou hibridização cultural, entre os romanos e os povos que adentravam emseu território, seja por livre vontade ou até mesmo pela escravidão.
A crise do sec. III é um desses momentos de rupturas, de conflito e guerras civis. Pois após um longo período de estabilidade política sob o domínio da dinastia dos Antoninos, o império se viu sem um sucessor. E nesta conjuntura de guerra civis entre os generais e seus exércitos pelo trono, é que o império romano começa a definhardrasticamente. Fica muito claro a partir de então que bastava ter um exercito fiel, volumoso e bem treinado para reclamar o torno de Roma.
Não podemos dizer, como afirmavam outros, que as causas da queda do império teria sido apenas por razões militares, ou econômicas. Foram diversas razões, algumas já germinavam desde a república. Alguns historiadores dizem que o império romano morreu emespirito antes de perecer como potência política, isso porque antes mesmo do século III, Roma já havia se transformado muito, principalmente com a incorporação dos gregos e seus costumes no império.
A crise do século III, pode se dizer que teve início após a morte de cômodo, no século II, que não deixou um sucessor. Era o fim da dinastia Antonina. Nesse momento de incertezas políticas eis que surgiramos Severos, que por passarem mais de vinte anos no trono deram um oxigênio ao império, mas após estes, Roma conheceu vinte um imperadores em meio século.
Pelo empobrecimento da economia Italiana em detrimento das províncias, era agora as províncias que enviavam a Roma o imperador do “mundo”. E nessas sublevações entre os generais, as fronteiras ficavam desprotegidas, e bastante atraentes econvidativas aos “bárbaros” que sempre as margeavam. Outro fato importantíssimo a se destacar, teria sido a não expansão do império, após Trajano os imperadores assumiram um caráter defensivo, até porque o mundo romano era o mundo mediterrâneo, ou porque nenhum imperador confiava entregar grandes quantidades de militares nas mãos de seus generais. O fato é que Roma era uma sociedade escravista, e quedependia incessantemente de levas e mais levas de escravos, e com o fim da expansão e conquista de escravos, o preço deste tornou-se astronômico, passando a ser inviável o sistema.
Os fatores da queda de Roma são muitos, e “a crise do século III” se destaca como um momento decisivo, pois muitos daqueles fatores já são encontrados nesse período, tais como, grandes latifúndios, decadência da Itália,superpopulação nas cidades, aumento no preço dos escravos, dificuldade para governar e controlar toda extensão do império, constantes disputa entre generais e as invasões bárbaras.
As consequências da crise foram, o declínio do império ocidental e a ruralizacão, formando o embrião do feudo, e a substituição gradativa da mão de obra livre pela escrava, eis que surge o colono, embrião do servomedieval. Essas transformações modificaram, ou melhor, deformaram a estrutura econômica, politica e até mesmo cultural do império romano. As sociedades não acabam de um dia para outro, elas se modificam tanto ao ponto de se tornarem outra, embora muitas vezes continuem utilizando o mesmo nome.
No Final do século III, Diocleciano teria dado uma sobrevida ou império, ao fazer uma série de reformas,...
tracking img