Roma - esquema

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1074 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ROMA ANTIGA

1 – CARACTERÍSTICAS GERAIS:
• Península itálica (Lácio);
• Rio Tibre;
• Solo fértil – desenvolvimento da agricultura;
• Litoral pouco recortado – ausência de portos naturais em abundância;
• Habitantes da península:
❖ Norte – Gauleses
❖ Centro – Etruscos e Latinos;
❖ Sul – Gregos (MagnaGrécia);
• Fundação:
❖ Arqueologia – por volta de 1000 a.C. pelos latinos;
❖ Lendária – 753 a.C. por Rômulo e Remo;
• Modo de produção escravista.

2 – FASES DA HISTÓRIA:
Monarquia (753 – 509 a.C.);
República (509 – 27 a.C.);
Império (27 a.C. – 476).

3 – A MONARQUIA:
Formação (pouca documentação);
Rei – acúmulo de funções executivas, religiosas ejurídicas;
Senado (anciãos) – poder de veto sobre as decisões dos reis;
Sociedade:
- Patrícios: grandes proprietários de terras
- Plebeus: pequenos proprietários de terras e comerciantes
- Clientes: eram livres, não tinham propriedades e trabalhavam para os patrícios
- Escravos: propriedade, mercadorias, seja ele de guerra, dívida ou de compra.
Final do período:Domínio etrusco.

4- A REPÚBLICA: (COISA PÚBLICA)
• Período no qual Roma foi governada pelo Senado.
• Estrutura política:
– Senado – controlado pelos patrícios, foi o principal orgão de poder;
– Cônsules – 2, eleitos anualmente, presidiam o Senado e propunham leis;
– Pretores – responsáveis pela justiça;
– Censores – faziam o censo da populaçãoconforme a renda. A partir daí montavam o Álbum Senatorial.
– Edis – conservação, policiamento e abastecimento da cidade;
– Questores – tesouro público;
– Ditadores – escolhido pelo senado para governar por 6 meses com plenos poderes em momentos de crise aguda.
– Assembléia Centurial – votação de projetos + eleição de cônsules;
– 100 soldados = Centúria;– 98 centúrias de patrícios e 95 centúrias de plebeus;
– Assembléia Curial – assuntos religiosos;
– Assembléia Tribal – escolha de Questores e Edis;

– Conflito: Plebeus X Patrícios
– Situação dos Plebeus: sem direitos políticos, obrigados a ir para o exército e expostos a escravidão por dívidas.
– (494 a.C: Plebeus rebelados seretiraram para o Monte Sagrado (Monte Aventino)
– ( ameaça de fundar outra cidade, caso suas reivindicações não fossem atendidas

• Conquistas dos Plebeus:
➢ Tribunos da Plebe: sua pessoa era inviolável e dispunha de poder de veto, isto é, podia suspender a aplicação de atos dos magistrados ou das decisões do Senado que considerasse contrários aos interesses dos plebeus( 2 tribunos ( 371 a.C. passou para 10 tribunos

➢ 450 a.C. – Lei das 12 Tábuas: primeiras leis escritas de Roma;
(Asseguravam a igualdade jurídica entre patrícios e plebeus

➢ 445 a.C. – Lei Canuléia: Permissão do casamento entre patrícios e plebeus;
( Expansão comercial: enriquecimento de alguns plebeus;
( Formação de uma novaaristocracia: os nobilitas (notáveis);
➢ 367 a.C – Leis Licínias:
( Um dos cônsules poderia ser plebeu;
( Os plebeus também participariam da partilha de terras e riquezas pilhadas;
➢ 326 a.C: fim da escravidão por dívidas;

Expansão Territorial - 1ª Fase
(séc. V ao III a.C.)
Defesa diante de povos vizinhos rivais;
Obtenção de terras (Agricultura e Pastoreio
Conquistas Territoriais :
( revelou-se uma fonte de riquezas em metais preciosos e em escravos
Conquistas na Península Itálica
Dominação do norte: contra os etruscos
Dominação do sul: contra os gregos
(Contato com os cartagineses

• Expansão Territorial – 2ª Fase (Séc. III – I a.C)
➢ Guerras Púnicas (264 – 146 a.C.);
✓ ROMA...
tracking img