RODRIGO SANTORO

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (556 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Brasília  - O regime de câmbio flutuante traz segurança para a economia brasileira, ao permitir que o país absorva choques externos sem comprometer as reservas internacionais, disse hoje (18) opresidente do Banco Central, Alexandre Tombini, em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Ele disse que as tensões no mercado de câmbio nos últimos dias decorre de expectativassobre a reunião do Federal Reserve (Fed, o Banco Central norte-americano), hoje e amanhã (19), que discute a redução dos estímulos para a maior economia do planeta. O Dólar fechou o dia em R$ 2,177, comuma oscilação de +0,23% em relação a segunda-feira. Isso após fazer duas intervenções nesta terça-feira. É a maior alta desde 30 de abril de 2009.
“Nosso regime de câmbio é flexível e está preparadopara absorver choques positivos e negativos. O câmbio livre traz fortaleza para a economia brasileira”, declarou Tombini. Segundo ele, as intervenções do Banco Central, que tem vendido dólares nomercado futuro nos últimos dias, têm como objetivo apenas reduzir a instabilidade e tornar o mercado menos volátil.
Tombini explicou que a estratégia do BC é retirar o excesso de volatilidade. “Estamospreparados para fazer com que o mercado de câmbio funcione de forma adequada. Quando há disfunções em parte do mercado, temos instrumentos para fazer com que ele volte a funcionar apropriadamente”,declarou.
Na avaliação de Tombini, a indefinição em relação ao câmbio é provocada porque o mundo atravessa um momento de transição, com a possibilidade de que o Fed aumente os juros e retire parte dosdólares em circulação no planeta para compensar a recuperação da economia norte-americana. “Hoje está acontecendo um reposicionamento. Estamos em um período de transição, em que sempre há tribulações”,disse.
O presidente do Banco Central também destacou que as indefinições são agravadas porque o ritmo de recuperação das economias avançadas é diferente entre as regiões do mundo. “Os Estados...
tracking img