Riscos ambientais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5439 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MAPA
DE
RISCO*








LUIZ HUMBERTO SIVIERI **








* Extraído do texto SIVIERI, Luiz Humberto. Saúde no Trabalho e Mapeamento dos Riscos. In Saúde, Meio Ambiente e Condições de Trabalho: conteúdos básicos para uma ação sindical. São Paulo: Fundacentro/CUT, 1996. pags. 75-111. No texto original colaborou nos aspectos clínicos a Dra. Magda Andreotti, médica sanitarista edo trabalho do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Freguesia do Ó, da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.
** Psicólogo; com especializações em Psicologia do Trabalho (ISS/SP), Psicologia Social (PUC/SP) e Higiene do Trabalho (FCMSC-SP/FSP-USP); mestrando de Psicologia Social (PUC/SP); Professor e Supervisor de Psicologia do Trabalho PUC/SP e UMC/MC; Assessor do INSTCUT..
I -BREVE HISTÓRICO
As condições de trabalho, historicamente, são fontes de risco geradoras de acidentes, doenças, incapacidade e morte para os trabalhadores. Já em 1908 a COB (Central Operária Brasileira) em seu primeiro jornal, denunciava um acidente vitimando trabalhadores que cons-truíam muros de arrimo na cidade de São Paulo, também alertava os trabalhadores para os ris-cos que enfrentavam eexigia dos empregadores a adoção de medidas que garantissem melhores condições de trabalho. Hoje, mais do que nunca, o conhecimento científico e técnico pode ser um instrumento valioso na prevenção dos riscos e na avaliação das condições de trabalho, causas determinantes de danos à saúde dos trabalhadores.
No final dos anos 60 e início da década de 70 o movimento sindical italiano definiu como umade suas prioridades a luta pela democratização dos locais de trabalho e a defesa da saúde no trabalho, isto porque os anos 60 na Itália apresentavam um gravíssimo quadro da falta de condições de trabalho, 7 mortes por dia. A ação sindical foi dirigida ao controle do processo de trabalho e à conquista de um poder real dos trabalhadores, de suas representações nos locais de trabalho e dossindicatos, na busca de soluções para os graves problemas da nocividade, objetivando transformar o local de trabalho em um ambiente seguro e um espaço democrático.
Trabalhadores, Conselhos de Fábrica, Sindicatos e técnicos se aliaram desenvolvendo uma metodologia de intervenção nas condições de trabalho que veio a ser chamada de Modelo Operário Italiano, o qual se baseia em três princípios: grupohomogêneo, não delegação e validação consensual. Concretamente criaram uma técnica de amostragem ou esquema de análise chamada Mapa de Risco.
No Brasil a metodologia começou a ser utilizada no início dos anos 80 com a troca de experiência entre sindicalistas e técnicos brasileiros e italianos e, de forma mais sistemática, a partir de 1990 através do INSTCUT, que desenvolveu, com base em estudos práticos,a metodologia do mapa de risco tendo como referência a experiência sindical italiana.
O mapa de risco é uma representação gráfica (esboço, croqui, layout ou outro), de uma das partes ou de todo o processo produtivo da empresa, onde se registram os riscos e fatores de risco a que os trabalhadores estão sujeitos e que são vinculados, direta ou indiretamente, ao processo e organização do trabalho eàs condições de trabalho.
O registro dos fatores de risco no desenho deve ser feito da forma mais simples possível, para que seja facilmente entendido por todos aqueles que o consultarem. Os riscos e fatores de risco podem ser registrados através de figuras, cores, ou outros símbolos que os trabalhadores considerarem a forma mais fácil de ser entendida. A representação adotada deve sercompreendida e usada por todos, de forma a tornar homogêneo os registros e as análises.
II – PRINCÍPIOS DO MAPA DE RISCO
A elaboração do mapa de risco como uma alternativa sindical que se sustente na máxima participação e decisão dos trabalhadores, deve levar em conta alguns princípios que fundamentam uma linha operativa de transformação da organização do processo de trabalho ou, ao menos, eliminação...
tracking img