Risco ocupacionais do padeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 10 (2323 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO ESTUDOS PRÉ-UNIVERSITARIOS
CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO









SILVIA COSTA











RISCOS OCUPACIONAIS DO PADEIRO
























FLORIANÓPOLIS
2009
Silvia Costa










RISCOS OCUPACIONAIS DO PADEIRO











Projeto de Pesquisa apresentado ao Curso Técnico em Segurança do Trabalho doCentro de Estudo Pré-Universitários como requisito parcial à obtenção do titulo de Técnico em segurança do trabalho.





Orientadora: Profª. Claudia














Florianópolis
2009
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

C.A - Certificado de Aprovação
CBO - Código Brasileiro de ocupação
CLT - Consolidações das Leis de Trabalho
EPI - Equipamento de Proteção Individual
OIT -Organização Internacional do Trabalho
MTE - Ministério do Trabalho e Emprego
NR - Normas Regulamentadoras
SST – Segurança e Saúde do Trabalho

























SUMÁRIO


1 INTRODUÇÃO 4
2 DEMITAÇÃO DO TEMA 5
3 OBJETIVOS 5
3.1Objetivo geral 5
3.2 Objetivos específicos 5
4 JUSTIFICATIVA 5
5 PROBLEMA 6
6 HIPÓTESE 6
7 REVISÃO BIBLIOGRAFICA 67.2 O Risco 7
7.3 instrumentos usados na panificação 7
7.4 Risco físico na indústria de panificação 7
7.5 Riscos químicos na indústria de panificação 7
7.6 Riscos biológicos na indústria de panificação 8
7.7 Riscos Ergonômicos na indústria de panificação 8
7.8 Risco de Acidente na indústria de panificação 8
7.9 Doenças ocupacionais no padeiro 9
7.9.1 Legislação Constitucional 9
7.9.2Legislação Trabalhista 9
7.9.3 Consolidações das Leis Trabalhistas 9
7.9.4 NR-1 Disposições Gerais 10
7.9.5 NR-6 Equipamento de Proteção Individual (EPI) 10
7.9.6 NR-17 Ergonomia 11
8 METODOLOGIA 11
9 CRONOGRAMA 11
10 REFERÊNCIAS 12



1 INTRODUÇÃO


Quando o homem deixou de ser nômade para se dedicar á agricultura, deu um importante passo para sua evolução. Isso aconteceu quando eledescobriu que alguns grãos que cresciam soltos pela natureza podiam ser plantados e cultivados. Eram vários os tipos de grãos, entre eles, aveia, a cevada, o sorvo e, claro o trigo. Naquela época os grãos não eram iguais aos que a gente encontra hoje, eram chamados de ”grãos selvagens” que, ao longo dos séculos, foram modificando.
A história do pão acompanha a evolução da humanidade. Indíciosarqueológicos indicam que o pão foi um dos primeiro alimentos preparados e transformados por mãos humanas. Cerca de 10.000 anos atrás, massas de certos cereais ou farinhas misturadas com água eram cozidas sobre pedras quentes ou sob cinzas e secas pelo ar, desenvolvendo-se assim o pão chato. Com aprimoramento da seleção dos grãos, chegou ao trigo, hoje cultivado para produção de massas.
Mas foi há,mas ou menos 6 mil anos que os egípcios descobriram, sem querer o fermento do trigo, descobrindo, desta forma, o pão. Os egípcios rapidamente aprimoram as receita do pão, modificando-as criando diferentes formas, sabores e usos. A importância do pão era tão grande que serviu até de moeda corrente em meados de 1750 há a.C. Já existiam profissionais da panificação no Egito.
Na Europa o pão chegoudos gregos. O pão romano era feito em casa, pelas mulheres, e depois passou a ser fabricado em padaria público. Foi aí que surgiram os primeiros padeiros. Com o avanço da tecnologia na área da panificação, foram criadas máquinas no intuito de diminuir o custo e aumentar a produção, sem preocupação inicias com a segurança do trabalho. O que gerou várias alterações na saúde do trabalhador, entres elaas doenças ocupacionais, provocada por fatores ambientais associadas ao trabalho.
Essas diversas situações ou condições contribuíam para causar danos á segurança e saúde dos trabalhadores.
Ate hoje com todo processo tecnológico utilizado nas panificadoras, ainda é grande o numero de acidentes e doenças na panificadora e padeiro esta entre as principais vitimas.


2 DEMITAÇÃO DO TEMA...
tracking img