Rio de janeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2170 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cesed-Facisa

Ana Paula C. Donato
Dayse Monteiro
Narayana Barrios

Urbanismo I
Giovanni Alencar

Rio de Janeiro

Introdução
Existe um conjunto de obras que constituem o que chamamos de legado dos estudos
históricos sobre o planejamento urbano no Rio de Janeiro e como nem sempre
estes estudos foram realizados por pesquisadores vinculados à área de Geografia.
Este aspectointerdisciplinar tem enriquecido e contribuído para que se ampliem as
perspectivas metodológicas dos estudos sobre este tema.

Objetivos
• Geral
Promover o saneamento da cidade, criar novas
artérias de circulação e condições para arejar,
ventilar e iluminar.

• Específicos
Saneamento
Descongestionamento das vias urbanas
Estruturação do centro

Rio de Janeiro, Reformas Urbanas no século XXhttp://falandodegeografia.blogspot.com.br

• Até o início do século XX, a cidade do Rio de Janeiro era uma
teia de ruas estreitas,mal arejadas, becos escuros e cortiços.
• Durante segunda metade do século XIX, ganhou força na
cidade Rio de Janeiro a política higienista;

• A política higienista procurou erradicar todas as doenças e
mazelas da cidade com uma “limpeza radical da áreacentral”;
• As habitações coletivas que deveriam ser retiradas do núcleo
central da cidade eram conhecidas como cortiços e casas de
cômodos, moradias precárias e super lotadas;

1908 – Mapa da cidade do Rio de Janeiro
http://falandodegeografia.blogspot.com.br

• A abolição da escravatura, em 1888, contribuiu
significativamente para aumentar o processo de migração;
• Entre 1870 e 1890, apopulação da cidade passou de 235 mil
para 520 mil habitantes.
Rio de Janeiro – mapa da cidade – 1875

Reformas feitas durante a administração
Prefeito Engenheiro Pereira Passos
• PLANO DE EMBELEZAMENTO E SANEAMENTO DA CIDADE :faz
intervenções de ordem SANITÁRIA, VIÁRIA e ESTÉTICA ;
•Seu plano tem influência e Haussmann (plano de remodelação
de Paris);
•São determinados recuos dasedificações e pavimentação
diferenciados, substituindo as antigas vielas por ruas arborizadas
e mais largas;
•São feitas também, obras de escoamento das águas pluviais,
favorecendo o Centro e os bairros vizinhos e parte da zona sul;

Francisco Pereira Passos
http://falandodegeografia.blogspot.com.br

•O sistema viário é um ponto trabalhado, prevendo abertura de
GRANDES EIXOS de circulação – asavenidas são o principal
ponto do plano;
•São efetuadas demolições e desapropriações nas áreas do
Centro – a valorização desta área faz com que a população seja
expulsa;

http://falandodegeografia.blogspot.com.br

Prefeito Pereira Passos – AVENIDA CENTRAL
• A Avenida exigiu para sua abertura a demolição de cerca de
600 prédios velhos do centro da cidade;
• Com 1.800 metros de comprimento e33 metros de largura, a
atual Avenida Rio Branco;
• A Avenida era moderna no meio de uma região que não era
moderna, deveria assim, exercer sobre as ruas do centro uma
modernidade que iria aos poucos se integrando;

http://falandodegeografia.blogspot.com.br

• Sua inauguração ocorreu em 15 de novembro de 1905, seu
calçamento era de pedras portuguesas e o canteiro central,
que dividia aavenida em duas mãos era enfeitado por árvores
de pau-brasil;
• Depois de sua inauguração passou a ser, e mantém-se até
hoje como a principal artéria do coração financeiro da cidade;
• A Avenida Central exerce uma centralidade no projeto de
transformação da cidade;
http://falandodegeografia.blogspot.com.br

Prefeito Engenheiro Pereira Passos – AVENIDA CENTRALhttp://falandodegeografia.blogspot.com.br

Rio de Janeiro – Avenida Central atual Rio Branco – início do século XX

http://falandodegeografia.blogspot.com.br

•Coube a Avenida Central integrada as Avenidas do Cais e Avenida Beira Mar facilitar a circulação em direção a
zona norte, subúrbio e zona sul da cidade;
•A obra de grande envergadura foi do governo federal, mas coube a Pereira Passos criar um espaço...
tracking img