Rio de Janeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (817 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de agosto de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
As cidades precisam dos “bárbaros” para seu processo civilizatório. A civilização não despensa a barbárie, pois sem a barbárie a civilização não faz sentido. O tema do texto torna-se a questão doprocesso de ordenação e enquadramento da sociedade que se constituiu no Rio de Janeiro com a chegada da corte portuguesa e suas problemáticas na gestação de uma sociedade moderna.
Sociedade brasileiraentão precisa rever e refletir sobre sua identidade e depara-se com uma identidade construída com base no Brasil colônia, isolada da cultura ocidental. O Brasil era a barbárie, constituído porescravos, negros e índios, além de suas cidades se encontrarem infestadas de vadios, pobres e ociosos. O Brasil era “a morada da pobreza, o berço da preguiça e o teatro dos vícios” p.24
A partir dos finaisdo século XVIII, há uma preocupação por parte de um grupo de intelectuais brasileiros no que se refere a melhorar a situação do país e de seus habitantes. A fundação da revista O Patriota foi umatentativa de tornar para o Brasil uma proximidade maior com o desenvolvimento científico eruopeu e foi a primeira revista literária publicada na cidade do Rio de Janeiro. O periódico Auxiliador daIndústria Nacional , em 1833, passa a ser a expressão da influência do movimento da Illustração juntamente com o Império e seu nacionalismo, na tentativa de modernização do Brasil no panorama da culturaocidental.
Porém, o que acontece é que o progresso desejado nas melhorias do Brasil não dizia respeito ao desenvolvimento das cidades, mas sim, em melhorias na agricultura, que era a principal fonte deriqueza do país. Sendo assim, apenas depois do investimentos neste setor é que se poderia pensar em um Brasil como nação.
Com uma economia decadente por conta do esgotamento das minas de ouro e comuma população inculta e iletrada, os investimentos na agricultura seriam a chave para uma população civilizada, transformando estes elementos em ideários da imagem desejada do país. Porém, durante...