Richaele

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5120 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma investigação cuidadosa, baseada em imagens de arquivo, entrevistas e documentos oficiais, sobre o seqüestro de um ônibus em plena zona sul do Rio de Janeiro. O incidente, que aconteceu em 12 de junho de 2000, foi filmado e transmitido ao vivo por quatro horas, paralisando o país. No filme a história do seqüestro é contada paralelamente à história de vida do seqüestrador, intercalando imagensda ocorrência policial feitas pela televisão. É revelado como um típico menino de rua carioca transforma-se em bandido e as duas narrativas dialogam, formando um discurso que transcende a ambas e mostrando ao espectador porque o Brasil é um país é tão violento.
Resumo do documentário:



No documentário "ônibus 174", o diretor José Padilha conta a história por detrás do fato que chocou todauma nação: o seqüestro do ônibus 174 na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, em 12 de junho de 2000. As cenas não conhecidas, as memórias esquecidas e o rosto por trás da máscara de ‘monstro' pintada pela mídia. A história de vida de Sandro Dias do Nascimento.



Discussão:



Parecia história de polícia e bandido, mas era a cena real de um acontecimento que durou algumas horas e ficoupara sempre gravado na história de nosso país. Um menino pobre de apenas seis anos de idade que, após ter visto sua própria mãe ser morta a facadas em um estabelecimento comercial de sua família, teria sua vida modificada para sempre.

A falta da base familiar foi só o começo da vida sofrida de Sandro Dias do Nascimento que, ainda muito novo, foi morar na rua como mendigo. A falta de acolhimentoseja familiar, seja social, seja governamental, fez com que em meio a outros iguais desamparados, Sandro embarcasse em um sistema cruel: o da violência urbana nas grandes cidades.

A desigualdade de oportunidades, de renda, de direitos, de assistência, de acesso à educação, ao lazer, a cultura, a degradação da auto-estima, a falta de reconhecimento, valor, de visibilidade e até mesmo, de afeto,é algo que nos leva a refletir neste documentário.

E por outro lado, a cara escancarada da violência, com o fácil acesso às armas de fogo, as drogas, ao tráfico. A busca por ser igual aos outros homens ‘normais' que comem "Mc Donald's" e que calçam um "Adidas", mesmo que para isto, se tenha que roubar alguém em um sinal de trânsito.

Um jovem adolescente sem estudos, sem família,sem emprego, sem roupas, comida, moradia, com poucos amigos na mesma condição de miséria, vendo uma única saída: roubar carros no sinal e se aventurar no mundo das drogas.

Qual é a perspectiva de uma criança ou adolescente que cresce hoje nos aglomerados rodeados pelo tráfico e pela violência? Das que moram nas ruas ou as que crescem hoje em abrigos e orfanatos? Das que se encontram em regiõesde miséria em nosso país e de muitas outras que não possuem se quer alguém que lute por seus direitos humanos básicos, que lute por suas vidas?

Soares (2004) diz que meninos sem perspectiva e esperança estão condenados a um círculo vicioso da tragédia.

Segundo Pessoa (sem data), os direitos sociais são aqueles que têm por objetivo garantir aos indivíduos condições materiais tidas comoimprescindíveis para o pleno gozo dos seus direitos, por isso, tendem a exigir do Estado uma intervenção na ordem social que assegure os critérios de justiça distributiva.

Portando os direitos sociais, como dimensão dos direitos fundamentais do homem, são prestações emitidas em normas constitucionais que possibilitam melhores condições de vida aos mais fracos. Direitos que tendem a realizar umacondição de igualdade nas situações sociais desiguais são direitos que se ligam ao direito de igualdade.

Dentre outras tentativas frustradas Sandro tenta mudar de vida. Tentou arranjar emprego, tentou se infiltrar na dança capoeira, tentou ajuda com o auxílio de Yvonne Bezerra assistente social que cuidava de crianças de rua, tentou formar uma nova família com a mãe adotiva, mas, seus...
tracking img